Resultados do Eclipse de 15 de abril 2014

No artigo de hoje vamos discutir alguns problemas e possibilidades de interpretar os eclipses e talvez abrir algumas possibilidades para o futuro.

Semana passada tivemos o eclipse lunar. Na época de redes sociais e pouca memória, todo mundo se apressou para ver e fotografar o eclipse, depois do fracasso do movimento de fotografar marte em máxima aproximação. As pessoas não vêm mais o céu, então não tem noção de como é difícil fotografar um planeta.

A lua, obviamente, é muito mais fácil de fotografar, e mais segura de se observar do que um eclipse solar. Mas, para a astrologia tradicional, o significado é claro e sem tentativas de dourar a pílula com pseudo espiritualidade: eclipses são malignos.

Olhe abaixo o eclipse inteiro até sua fase de “lua de sangue” e me diga sinceramente se você estivesse no campo, na antiguidade, se você diria que isso é um bom ou mau augúrio.

No caso, esse eclipse é consideravelmente maligno. Note na figura do Stellarium que a lua foi para a cheia sobre o testemunho de marte em máxima aproximação e da estrela Arturus (isso pode variar um pouco com a região do planeta).

Efeitos de eclipses e como prever.

Os efeitos de eclipses são conhecidos e variados e alguns são mais óbvios que morrem. Nos 3-4 dias após o eclipse já observamos quase todos os importantes:
• Terremoto ou desastre natural (México um terremoto de 7 Richter sem vítimas).
• Acidente humano estranho ou fora do normal ou com muitas vítimas (Ferry Boat vira e afunda).
• Figura famosa morre (Gabriel Garcia Marquez)
• Protestos ou quebra da ordem social (no Brasil, greve dos policiais na Bahia).
• Na Argentina um casal é preso por manter uma menina presa por 9 anos.
• Uma avalanche no Everest com alguns mortos.

Algumas outras notícias como o do descobrimento de possíveis planetas em outros sistemas solares não considero como relevantes para o tema do eclipse. Temos que saber, nos dias de hoje de invasão de mídia, a não ficar correlacionando com os céus qualquer bobagem que a mídia decidiu que é importante.

Seria possível prever isso tudo? Na minha experiência não. Por exemplo, como saber que a celebridade seria Garcia Marquez? No máximo poderíamos falar em um escritor, e mesmo isso seria um pouco já esticar.

Vamos ver o caso de Richard Nolle. Ele tem uma coisa maravilhosa que 99% dos astrólogos não tem. Ele faz suas previsões no começo do ano ou do mês, o que só isso já deveria valer um prêmio. O problema é que no caso dos terremotos, ele considera um sucesso o fato de ter “previsto” o terremoto no México.

Bem… sinceramente, não é um feito tão grande assim. Prever que haverá um terremoto após o eclipse é comum, todo astrólogo sabe disso.  No entanto, o problema não é esse, o problema é ONDE. O método de Nolle de colocar as linhas de astrocartografia que cobrem mais de metade do globo e dizer “Vai ser em um desses lugares” eu não considero como previsão, sorry. Se a questão é de ganhar os louros, eu também posso fazer, mas se é pra prever de verdade, precisamos de um método melhor.

Astrocartografia eclipse abril 2014

Astrocartografia eclipse abril 2014

No mapa acima de astrocartografia, note que se usássemos apenas a linha do eclipse (ignorando, portanto, todos os outros planetas – não vale dizer depois “ah, o terremoto foi bem na linha de plutão”), que ela cruza todo o Canadá, oeste dos EUA E é até longe do México. Na Ásia ela cruza pela Rússia, Afeganistao e Paquistao, todas regiões suscetíveis a terremotos. E outra linha do eclipse ainda passa pela Austrália.

O que o futuro aguarda

Bernadette Brady alguns anos atrás popularizou o termo “astrologia visual” na sua tentativa de fazer uma versão pop da astrologia baseada nos escritos babilônicos e sem eclíptica, aspectos, etc. Uma astrologia “crua”.

Na verdade só duas semanas atrás eu estava refletindo sobre o tema e cheguei a conclusão que não pode haver astrologia sem eclíptica, regentes, aspectos, etc. São essas relações lógicas e simbólicas que nos permitem interpretar todo e cada momento como tendo significado.

Quando nos guiamos apenas pelos fenômenos visuais, não podemos interpretar hoje ou amanha. Só os momentos raros e distantes entre si, quando algo acontece. Uma estrela surge em ascensão helíaca, um planeta fica retrógrado, etc. Mesmo a lua cheia demora mais de um mês entre duas luas, e é o fenômeno mais comum.

Não pode, portanto, haver astrologia sem simbolismo. O nome correto seria mais como “interpretação de augúrios astrais”. Parecido um pouco com interpretar folhas de chá ou interpretar o significado do papa lançar duas pombas e elas serem imediatamente devoradas. É um mau agouro que os céus estão enviando.

Dos eventos que eu listei acima o único que não seria um agouro seria a greve da polícia na Bahia. Isso não é algo que aconteceu caído dos céus, e sim apenas um caso de má eletiva. Se você quer fazer uma greve de polícia no dia do eclipse, é bem fácil prever que será uma greve mais violenta que o normal.

Mas note que, para os sacerdotes antigos olhando o céu, a lua de sangue seria o augúrio maligno de coisas ruins a chegar.

Mas, uma coisa curiosa que estava lembrando, é que os próprios augúrios que tivemos nos 3 dias posteriores ao eclipse são augúrios de outras coisas negativas a esperar.

Mas nesse caso, tem que ser mais metafórico. No caso da Coreia, a imagem de um barco sem controle pode refletir nos próximos meses sobre a situação do governo. No caso de Garcia Marquez, talvez marque o fim do movimento que ele representava, ou um desaparecimento da literatura latino-americana na esfera mundial.

PS: Se você notou algum augúrio diferente na sua região, por favor coloque nos comentários.

Posted in Eventos e política, Temas Avançados Tagged with: ,
2 comments on “Resultados do Eclipse de 15 de abril 2014
  1. Patrícia Henriques says:

    A 14 de Abril de 2014, a empresa de marketing multi-nível americana “Telexfree” recorreu ao programa de protecção contra falências no tribunal federal do Estado de Nevada. Mas aparentemente, este não é o único problema. No dia seguinte, dia 15, agentes do FBI invadiram os escritórios da empresa em Marlborough, Massachusetts, prosseguindo uma queixa daquele estado americano. Na quinta-feira, a Comissão de Valores Mobiliários americana (SEC) divulgou que apresentou acusações formais contra a empresa Telexfree. Pelo que, para além do processo de protecção, a empresa enfrenta acusações de ser um esquema de pirâmide internacional de um bilião de dólares. Aqui em Portugal muita gente perdeu muuuuito dinheiro, eu não estou incluída 😉

Leave a Reply

Aprenda mais astrologia

Veja o que perdeu

%d bloggers like this: