O quanto muda o ingresso solar entre dois países?

Cartas mundanas

As chamadas cartas mundanas são usadas para a previsão no nível mundano ou mundial: as cartas de lunações e entrada do sol em áries (e às vezes em outros signos) são as cartas mais usadas pelos antigos seguindo a linha de Ptolomeu, que por sua vez tinha fontes desconhecidas, mas que de alguma forma também chegaram à Índia.

Essas cartas são usadas para prever o período que virá para o país, tendo como convenção usar a capital do país para criar uma carta do momento exato.

Um dos problemas básicos com esse tipo de carta é que as pessoas querem tirar conclusões sem saber o básico, as limitações astronômicas.

Vamos então hoje tratar de alguns desses básicos.

O quanto que as cartas mudam de um país para outro?

O MC não deve mudar para países que basicamente seguem um meridiano (Por exemplo Chile, Equador, Peru, Colômbia. estão todos mais ou menos na mesma linha meridiana. Já o Ascendente é menos confiável, mas ele muda principalmente nos movimentos para leste e oeste. É necessário, geralmente, mudar dois fusos horários para leste ou oeste para mudar um ascendente completamente. Exemplo – se o ascendente na nossa localidade for em áries, se movimentar 2 fusos horários para o leste vai dar um ascendente (para o mesmo momento) em touro, se movimentar dois fusos horários para oeste vai dar algo em peixes. Isso, obviamente, tudo aproximado, para melhor entendimento.

Países como Estados Unidos, Rússia, Alemanha têm mapas muito diferentes entre si… mas o quão eles são parecidos com outros mapas que não nos demos ao trabalho de levantar?

Exemplo de alguns mapas na América Latina

Como dito antes, planetas que mais ou menos seguem a linha de longitude vão ter aproximadamente mesmo MC e ASC, como exemplo das variações, vamos pegar a entrada do sol em Câncer para 2017. Portanto, todas essas cartas são do mesmo momento, com sol a 0 grau câncer, mas em localidades diferentes.

PaísASCMC
Bogotá, Colômbia20 peixes22 sagitário
Quito, Equador16 peixes18 sagitário
Lima, Peru18 peixes19 sagitário
Brasilia, Brasil17 aries16 capricórnio

Na tabela acima vemos que para os países que seguem basicamente uma longitude de 70º a 80º oeste, temos ASC e MC quase idênticos. Como o Brasil está cerca de 2 fusos horários para o leste, o ASC vai de peixes para áries.

Exemplo de alguns países da Europa

Os países da Europa são geralmente importantes na macropolítica mundial, mas são muito pequenos. A variação em ascendentes vai ser no geral um pouco mais pronunciada do que a que vimos nos países da parte oeste da América do Sul, já que a Europa se estende mais no eixo leste-oeste.

PaísASCMC
Lisboa/Portugal17 gêmeos24 aquário
Paris/França6 câncer6 peixes
Londres/Inglaterra7 câncer3 peixes
Berlim/Alemanha19 câncer18 peixes

Note como a medida que vamos para o leste, o ascendente e o MC vão avançando na direção dos signos. Como mencionado acima, a diferença foi maior, mas mesmo assim a distância de apenas um fuso horário raramente causa mudanças drásticas. Se pegarmos a linha de longitude de Greenwich, e ir descendo até a África, o MC não deve mudar muito, e o ASC, como sempre, é menos comportado, mas para muitas regiões deve ser bem regulado.

Moral da história

Não se pode fazer com que funcione uma técnica com a qual a pessoa não tem intimidade sobre cada parafuso e porca. Já vi pessoas comentando coisas como “ah, a lua não deve ser muito diferente mudando o país” mostrando que mal conhece os fundamentos. Ingressos solares, luas cheias, etc, têm cartas bem parecidas com a de outros países, e a técnica que você vai usar para analisar o ingresso deve levar isso em consideração.

Algumas sugestões de interpretação

Interpretar o mapa apenas em relação ao contexto conhecido – por exemplo, no ingresso de câncer 2017, o Brasil estava prestes a passar pela reforma trabalhista, enquanto outros países com mapas possivelmente semelhantes não. Alguns podem estar tendo eleições, outros reformas constitucionais, etc…

Procurar pontos realmente diferentes – No exemplo para a América Latina, Equador e Peru teriam o ASC nos termos de mercúrio, mas Equador teria um sextil mais próximo a vênus e Peru um sextil exato com a lua do ingresso. Já Colômbia tem o ASC nos termos de marte e o aspecto mais próximo sendo uma quadratura com Saturno.

Estrelas fixas – usando a posição das estrelas fixas, não a posição zodiacal, mas as estrelas próximas aos grandes círculos do horizonte e do meridiano (é fácil usando um programa como o Stellarium), podemos diferenciar um pouco mais cartas muito próximas.

Na imagem acima, que peguei o exemplo de quando escrevo isso, a linha azul é a do meridiano (corta do norte ao sul, passando pelo zenith), e as duas estrelas mais importantes em seu caminho são Vega e a estrela polar, no rabo do ursinho. Também a cauda do escorpião cruza o horizonte. Alguns minutos mais tarde e você teria outras estrelas em destaque.

Uma última possibilidade seria usar os mapas mundanos a partir de mapas de fundação, do mesmo jeito que analisamos retornos solares comparados com mapas natais, mas essa técnica não era usada por Ptolomeu e seguidores, e vem mais da linha indiana – Abu Mashar e tem suas próprias regras, por isso não tratei aqui.

 

Posted in astrology, Eventos e política, Previsao e Técnicas
2 comments on “O quanto muda o ingresso solar entre dois países?
  1. Roberta says:

    Olá Yuzuru!
    Se ao fazer mapa de relocação para países X, aparecerem planetas importantes “confinados” nestes (como o Sol, por ex) é válido repensar a mudança para esses locais??
    Ou somente o mapa natal original e os trânsitos naquelas localidades que realmente serao relevantes?
    Gratidão!!

    • yuzuru says:

      Olha pra mim é uma questão fora de minha area, porque em astrologia tradicional não há evidencia de que alguma vez se fez recolocação.

Leave a Reply

Aprenda mais astrologia

Veja o que perdeu

%d bloggers like this: