Astrologia de Setembro 2017

 

A primeira metade do mês a lua está no hemisfério ocidental, dando ênfase à dança entre vênus, mercúrio e marte.

Na primeira semana temos mercúrio retrógrado parado nos céus indo para movimento direto. O mensageiro escolheu parar bem em Regulus, estrela de poder, honra, guerra e realeza, junto a Marte. Os dois criam uma temática de mistérios e mentiras, injustiças, espiões e conluios secretos.

No centro do império, Trump está duplamente cercado por mercúrio, seja pelas bobagens que solta diariamente e que pararam de encontrar ouvidos ocos, e também com a questão da espionagem que supostamente aconteceu.

O que quer que aconteça nessa área vai dar seus reflexos no dia 16, quando mercúrio já direto alcançar a marte, repassando a mensagem que ele recebeu do próprio, seja segredos, mentiras ou conflitos, o que ele passou provavelmente ficará mais claro ou terá suas consequências. Já estarão se afastando de Regulus e indo para zosma, e a narrativa muda para orgulho tolo, inflexibilidade, e ter que curvar-se sobre o peso da própria arrogância.

Enquanto isso, vênus vai passar por Regulus também no dia 20. Aqui temos uma imagem do Rei recebendo apoio ou presentes. Fique atento para reformas Temerárias na metade do mês, pois provavelmente passarão.

Na última terceira parte do mês, temos a lua nova aparecendo junto a Júpiter, mostrando um período no geral mais positivo ou otimista. Júpiter está com a estrela Spica, considerada a mais benéfica dos céus, com imagem de fertilidade, justiça, prosperidade e bondade.

Terminando o mês, temos mercúrio com Denébola, com uma narrativa bem mais perigosa de fracasso e desgraças. Mas a lua dá ênfase para Saturno ainda perto da cauda do escorpião.

Não é muito difícil entender a causa do escorpião como sendo a arma poderosa de veneno, corrupção e maldade. Enquanto o Rei Saturno estiver aí, todo tipo de verme tende a se revolcar.

 

 

Posted in astrology, Filosofia e Crítica

Leave a Reply

Aprenda mais astrologia

Veja o que perdeu

%d bloggers like this: