Conflitos no Chile

Nas últimas semanas, aos protestos em Hong Kong, somaram-se conflitos no Equador, Líbano e agora no Chile. O caso do Chile é interessante porque, apesar de financeiramente ter um crescimento bem maior que o Brasil nas últimas décadas, também destruiu o estado de bem estar social na época da ditadura. Numa situação parecida com o Brasil de 2013, repentinamente um monte de coisa veio à tona ao mesmo tempo.

Sem fazer uma investigação muito profunda, vamos olhar os mapas dos ingressos – O de áries tinha um signo dual no ASC, por isso temos que ver dois ingressos – áries e libra. O ingresso imediatamente anterior foi o de libra, que colocamos abaixo.

Ingresso em áries para a capital do Chile

Chile, Equador, Colômbia (que teve um protesto de estudantes, de menor escala), estão todos mais ou menos com o mesmo horóscopo, por estarem quase na mesma linha meridional, tendo o mesmo MC e quase o mesmo ASC. Aqui temos a oposição entre lua e saturno cadente, o que seria bom em eletiva, mas em mundana temos que considerar que são casas maléficas. O Ascendente em leão tem como regente para a região o sol, que acabou de entrar em sua queda (o ingresso em Libra sempre terá uma casa com o regente em queda no mínimo, mas é importante quando o ASC é em leão, do que por exemplo, uma casa qualquer como a 3).

A ativação da carta é dada pela lunação (abaixo). O ascendente no final de peixes cai na casa 8 do Ingresso (revoltas, problemas, acidentes, dívidas, mercado financeiro, variações, incertezas, alterações de comércio e juros). Mas além disso se espera a ativação de um planeta, e no caso é o sol do Ingresso em 0 Libra, em antiscia com o ASC da lunação.

Quais são os potenciais que vemos nesta carta? O governo que era vênus está ruim na casa 8, e o regente do MC agora também está na 12 de si mesmo. O povo era representado pelo sol, também na 8. A lua na casa 1 regia a casa 12, inimiga do povo. Geralmente em protestos vemos marte na casa 6, mas neste caso marte na casa 7 acho que também cumpre o seu papel.

Em resumo:

  • potenciais ruins para uma região são dados pelos ingressos com maléficos nos ângulos (ou casas ruins) e regentes mudando de dignidade e recebendo aspectos de casas ruins.
  • Esses potencias só têm sentido preditivo quando comparados com cartas de fundação, que no caso ainda não tenho. Pode ser a fundação do país, mas também poderia ser a posse do presidente atual.
  • Os potenciais são ativados por cartas de lunação.
  • nas cartas de lunação podemos ver como a posição dos regentes se repete ou se modifica.
  • Um dos grandes problemas da astrologia mundana é que em geral ninguém está observando – os sinais estão lá, mas 99% do diálogo é fagocitado por astrólogos americanos querendo falar sobre Trump.

Posted in astrology Tagged with:
2 comments on “Conflitos no Chile
  1. Pedro Joffily says:

    Acho interessante notar que no ingresso de Áries, a Lua (que no caso do Brasil, regia a casa 10 por exemplo) está bem no final de Virgem, onde temos agora esse Marte combusto pelo Sol em Libra. Marte combusto em astrologia mundana é bem agitador né…

    • yuzuru says:

      Marte combusto geralmente pode ser pensado como “inflamado” ou como “oculto e por debaixo dos panos”, o júri ainda não decidiu qual seria a mais correta…

Leave a Reply

Aprenda mais astrologia

Veja o que perdeu

%d bloggers like this: