Astrologia de Novembro

Terminamos o mês com a lunação em escorpião, desenhando o cenário para os próximos 15 dias. Lembre que isso é astrologia mundana ou política, e não horóscopo. Para tentar ver se ele afeta algo no seu mapa pessoal, veja onde o ASC cai e se o grau da lunação aspecta algum planeta ou grau no seu mapa natal, mas mesmo assim o correto seria ver seu Retorno Lunar.

O mapa tem ASC em Leão, e se compararmos com o Ingresso em Libra, vemos que ele cai na casa 12 do mapa do Ingresso, abrindo um potencial para lentidão, dificuldades, inimigos do povo, segredos revelados, coisas se tornando secretas, prisioneiros, traições, apatia, aprisionamento. Nem o ASC nem o grau da lua caem em pontos importantes do mapa de Ingresso.

Os maléficos cadentes, no geral, dão um ar suave para a quinzena, mas marte na 3 pode trazer protestos online, com correios e coisas ligadas à mídia e estradas e viagens. Saturno na 6 tem simbologia de doenças ligadas a velhice, e também problemas de saúde de idosos sendo comentados. Júpiter na 5 frequentemente representa eventos esportivos ou de aprendizado. Eles formaram sua quadratura, o que é mais importantes para os países e regiões onde for angular.

Os planetas mais angulares são vênus e mercúrio num signo de água, isso dá uma quinzena mais chuvosa ou úmida dependendo do clima da região, e também mais ventos. Notícias sobre mulheres, casamento e família na mídia.

O presidente e líderes em geral – eram representados por mercúrio conjunto a vênus em libra (no ingresso). Agora eles estão na casa 4, casa da oposição, e com vênus corrupta em escorpião, imagem de problemas para o governo, provavelmente na forma de problemas familiares, discórdia, emoções e rancor.

Quem sofre mais são os ministros, assistentes, apoiadores do presidente e a política em geral – Lua que representava a casa 11 está muito mal em sua queda em escorpião. No momento atual temos muitas polêmicas com a família Bolsonaro, esse poderia ser um motivo. Outra coisa que me ocorre é a queda de ministros.

Ingresso em Libra

O povo em geral – se pegarmos a regência natural da lua como povo, não está muito contente por estar em escorpião, mas isso vale para o mundo todo, e portanto tem pouco valor específico. Vale mais leão como ascendente da região, pois o ascendente sempre mostra o que está enraizado, o cruzamento entre tempo e espaço. Sol na 3 dá viagens, comunicações, muito movimento, mas pouca ação.

Mercúrio representava o povo e Bolsonaro no Ingresso, um sinal de que o apoio ao governo poderia tremer, mas não iria cair, pois são guardados pelo mesmo planeta. Nesta quinzena, a popularidade de curto prazo está baixa pela posição na casa 4.

Calendário

  • 31/10 – mercúrio fica retrógrado até o dia 20
  • 01/11 vênus sai de sua queda em escorpião
  • 11- mercúrio conjunto sol – 18 escorpião
  • 12 – marte sextil júpiter no grau 25 libra. Segunda lunação do mês em touro.
  • 13 vênus em 14 sagitário antiscia Saturno em capricórnio. Mercúrio retrógrado sextil saturno.
  • 18- marte sai de seu exílio e vai para seu domicílio em escorpião, onde é mais digno, e tem uma imagem de pragmatismo, agressividade pensada, planejamento, energia internalizada.
  • 20 – mercúrio para no grau 11 escorpião e volta a seu movimento direto.
  • 22 -sol sai de escorpião
  • 23-vênus faz conjunção com Júpiter em 27 sagitário.
  • 25 – vênus sai de sagitário e vai para capricórnio.
  • 26 – lua nova em 4 sagitário.
  • 29-mercúrio direto de novo sextil Saturno – preste atenção ao que aconteceu lá pelo dia 13.
  • 03/12 – Júpiter vai sair de seu domícilio em Sagitário, onde ficou alegremente por um ano, e vai direto para sua queda em Capricórnio. Quem precisar aproveitar a energia de Júpiter para talismãs ou trânsitos, têm apenas esse mês.
Posted in astrology, Eventos e política, semanal Tagged with: ,

Leave a Reply

Aprenda mais astrologia

Veja o que perdeu

%d bloggers like this: