Astrologia Fevereiro 2020

As más notícias é que já passou um mês inteiro do ano e a gente ainda não fez nada útil! Abaixo a astrologia para fevereiro

Lua nova do dia 24 Janeiro

Nessa sexta tivemos a lua nova. Há polêmicas se devemos usar a lua nova, a nova e a cheia, ou apenas a lunação anterior à entrada no signo, mas na dúvida vou usar essa (acima). Todos os planetas estão no horizonte da direita, que sugere foco em relações exteriores. A lunação está angular, perto do Descendente, sugerindo a ativação do período e sua importância, e também que a lunação “ataca” o ascendente, trazendo dificuldades (talvez por isso coincidiu com forte chuvas e enchente em lugares como Belo Horizonte. Além disso os contatos de vênus com marte fazem parte da chamada “abertura dos portões” – sinais de chuva, basicamente.

Na carta para o verão (22 dezembro – ingresso do sol em capricórnio) temos Saturno angular para boa parte do país, representando frio. Como não se espera um verão frio, a ideia é que ele no verão traz tempo ruim, fechado, nevoeiros, chuvas.

O ASC da lunação está nos primeiros graus de Leão, na casa 10, do governo e governantes, oposto a Vênus do Ingresso, representando alianças, povo, câmbio, acidentes: aqui a
Carta Menor ativa um potencial da Carta Maior (ingresso) representado pelo que Vênus significava. Esses potenciais são expressos ou modificados pela Carta Menor (lunação).* Como vênus regia a casa 1, é um sinal ruim para o mês, sofrimento popular. Vênus regendo a casa 8, aumento juros ou diminuição comércio. Vênus naturalmente sendo festas e alegria, causa problemas nessa área (mas não vai pegar o período do carnaval, já no mês que vem).

*O grau da lunação também cai perto da Vênus do ingresso, mas isso é um fator para o mundo todo, não apenas para o Brasil.

Marte está transitando também a parte da fortuna do ingresso, em sagitário, afetando durante o mês as finanças populares. Isso é sinal de aflição – inflação, queda de poder de compra ou excessos.

Bolsonaro e outros governantes (nas esferas estadual e municipal) e pessoas de poder em geral – No ingresso estava em mau estado, representados pela Lua em queda, mas dentro da casa do povo, resguardados. Nesse mês estão exaltados, mostrando seu poder – mas por outro lado em quadratura com marte. Indicações contraditórias, mas no geral os poderosos estão sujeitos à cirurgias e a ser pegos em ações criminosas, mas protegidos pelo judiciário e medicina (júpiter).

Além dos problemas das enchentes e da crise hídrica do Rio de Janeiro, onde graças a desinvestimento do governo estão servindo esgoto nas torneiras, outra preocupação de saúde pública é a pandemia chinesa de coronavírus – Júpiter rege a casa 6 do ingresso, aflita pelo nodo sul, e na lunação esse júpiter volta para a casa 6 – sinal de preocupação da saúde, então eu diria que provavelmente teremos o primeiro caso até o final da lunação

Leave a Reply