Brexit 2020

Depois da vitória esmagadora de Boris Johnson, o primeiro ministro finalmente conseguiu maioria para fazer o brexit instantâneo – então os países britânicos saíram oficialmente no dia 31 de janeiro de 2020, e a transição dura até o final do ano, mas já está valendo. O mapa está abaixo, às 23 horas para Londres.

Brexit oficialmente ás 23h de 31 de janeiro 2020

Pontos da carta – nenhuma carta eletiva deve ser lida sem uma carta que a enraize. Mas toda carta eletiva tem pontos gerais, entre eles o mais importante é a lua. A lua está crítica, em 29 áries. Seus últimos aspectos foram um sextil a mercúrio e uma quadratura a saturno. Agora ela muda de dignidade para touro e formará um sextil ao sol e um trígono a Júpiter – aspectos positivos.

Depois temos os planetas angulares ou de outras maneiras fortalecidos. Note que a lua é o único planeta acima do horizonte e recebe destaque em seus significados acidentais e naturais (mulheres, povo, mudança, irracionalidade, romantismo, maternidade, etc, etc). Temos saturno marcado (tradição, atraso, devagar, obstáculos, inverno, carência, solidão, escuridão, pragmatismo, medo), atravessando o IC (terra, do país, finais, edifícios, construção, partido da oposição). Os benéficos estão fracos, cadentes (e júpiter com o nodo sul – a queda não é importante em eletiva) – geralmente queremos benéficos angulares e maléficos cadentes.

No geral, a posição predominante de saturno na 4 mostra a vitória de tradicionalismo, fronteiras e muralhas em um processo de separação.

A posição do senhor do ascendente na 6 das doenças, inimigos, problemas em geral pode ser vista como a queda de status de parte da população – imigrantes europeus que não sabem como será sua residência na GB e ao mesmo tempo os britânicos perdem o poder de viajar e se estabelecer onde quiserem (na época antiga a casa 6 – e em certo ponto todas as cadentes – falavam de exílio, morar fora de sua terra, sem status ou propriedades, escravidão).

Posse de boris Johnson como primeiro ministro

Acima temos o mapa da posse de Boris, e ele serve como base, fundação ou “raiz” para as ações do Brexit. O mapa de Bóris também serviria, mas como Brexit foi uma ação multigovernantes, acho que assim é mais correto.

Brexit ativa com o ASC a casa 12 da Posse: acordos secretos, inimigos, maleficência, mas também separação e “estrangeiro”, uma boa imagem da separação da União Européia.

Os bancos vão começar a sair da Inglaterra? Marte de Brexit transita sobre Júpiter na casa 2 da Posse – há um efeito destruidor sobre as finanças populares e do país, já que marte é maléfico. É difícil saber o resultado real disso – por um lado há instituições financeiras que financiaram o Brexit porque queriam manter um status de quase paraíso fiscal, mas para outras, sair da Europa faz com que Hamburgo fique muito mais atraente.

Como fica o status dos imigrantes europeus/emigrantes britânicos? Saturno Brexit transita oposição a Vênus-mercúrio na 9 (posse). Os dois têm uma assinatura de artes, escrita e teatro, mas no contexto a interpretação mais simples são relações de direito, comerciais e de relacionamento social com a UE sofrendo um forte impacto. Interpreto como o parlamento querendo complicar a vida dos cidadãos da UE (ano passado uma primeira tentativa foi rejeitada logo por quem, pela câmara dos lordes, por ser xenofóbica…)

Resumo

Na carta do Brexit temos o Senhor do ascendente na 6a, mostrando a preocupação com estrangeiros, pobres e saúde (NHS). Saturno forte e angular no mapa mostra o movimento conservador, restritor ou criador de fronteiras. A lua passando para sua dignidade pode mostrar melhoras (pelo menos a indecisão passou) mas poder sendo transferido para o Primeiro Ministro. No longo prazo, o marte de Brexit ativando Júpiter na 2 da posse indica dificuldades financeiras (possivelmente a fuga de certas organizações, como as financeiras, que tinham status privilegiado em Londres e ao mesmo tempo podiam fazer comércio com a Europa. Saturno (conservatismo) do Brexit ataca a Vênus da posse, que representa o comércio e relações com outros países, que também serão afetados logo que o período de 1 ano passar (A Grã Bretanha não têm praticamente nenhum acordo internacional que não faça parte dos acordos europeus, e nesses três anos de Brexit tampouco se empenhou em criá-los).

Leave a Reply