Nossa primeira incursão no terreno da Geomancia está aqui na parte 1. Falamos o básico de sua história e uso. Aqui vamos avançar um pouquinho mais.
Como mencionado antes, várias das técnicas de interpretação da geomancia astrológica (no estilo renascentista) têm paralelos com astrologia horária. Inclusive nomes como conjunção, translação de luz, parte da fortuna e perfeição reaparecem.
Neste artigo vamos tratar especificamente das técnicas de Perfeição, ou das respostas do tipo Sim/Não.

Geralmente esse não é o caminho ensinado – geralmente se fala dos princípios mais básicos e depois se discute cada um dos 16 símbolos, mais ou menos como se faz no tarot. No entanto não acho isso muito útil já que a maioria das perguntas da geomancia é respondida como na astrologia horária – vou pegar o emprego ou não? vamos ficar juntos ou não?

Para perguntas do tipo “onde está o relógio”, “devo fazer isso”, “esse investimento é bom“, é mais importante ver a natureza do 16 símbolos primeiro.

Mas no caso da Perfeição, primeiro queremos ver se a questão vai para Perfeição, e depois verificamos a natureza dos símbolos para aliviar qualitativamente.

Como sempre, é necessário ter o básico de astrologia horária e pelo menos das 12 casas para entender. Caso sinta que está lendo latim, veja nossos artigos de iniciantes.

Exemplo 1

Perfeição

Como eu disse, há um paralelo com astrologia horária, mas não é uma relação unívoca – por exemplo não há regentes, vemos apenas os símbolos dentro das casas. Num mapa horário, só podemos ter um marte, mas no mapa geomântico o mesmo símbolo pode se repetir várias vezes e é essa repetição que olhamos para ver se há perfeição, ou seja, conexão do querente (casa 1) com o quesitado (casa X).

A primeira maneira é ver se o mesmo símbolo ocupa as duas casas de interesse (não vale qualquer outra casa). Então por exemplo veja que no Exemplo 1, acima, o mesmo símbolo ocorre nas casas 5 e 12. Procure outros símbolos que ocorrem em duas casas e veja que perguntas teriam perfeição:
a-minha namorada vai conseguir fazer o mestrado?
b-meu pai vai ficar morrer?
c-meu amigo vai receber o prêmio?

Respostas abaixo da imagem

Resposta
Em (a) vemos que o mesmo símbolo ocupa as casas 7 (Namorada) e a casa 9 (viagens, mestrado) – eu não estou usando casas derivadas nem nada assim por simplicidade
Em (b) o símbolo da casa 4 não reaparece na casa 8 da morte.
Em (c) o mesmo símbolo está na casa 10 (prêmio) e 11 (amigo)

Exemplo 2

O segundo método de perfeição é ver se o símbolo reaparece do lado da casa desejada. No Exemplo 2 para uma conexão entre casa 7 e casa 10, o que temos? Os símbolos são diferentes, mas o símbolo da casa 7 reaparece do lado da casa 10 (na 9). Portanto há perfeição por estar do ladinho.

Que outras perfeição por estar na casa ao lado você encontra no Exemplo 1? Tente fazer e veja a resposta.

Carta Exemplo 1:

d-há uma conexão entre casa 5 e 1?
e-há uma conexão entre casa 7 e 10?
f-há uma conexão entre casas 4 e 11?


Respostas
d- sim, o símbolo que está na 5 aparece do lado da casa 1 (na casa 12)
e - sim, o símbolo que está na 7 está do lado da 10 (na casa 9)
f - não. O símbolo que está na casa 4 não aparece nem na 10 nem na 12 (as casas do lado da 11). O simbolo que está na 11 não aparece nem na 3 nem na 5 (as casas do lado da 4).

A terceira maneira de Perfeição é quando os 2 símbolos (das duas casas desejadas) se unem em qualquer parte do mapa. Basicamente é a mesma coisa que no exemplo anterior, mas é considerado como uma perfeição mais fraca.

No exemplo 3, veja a figura que está na casa 6 e a figura que está na 10. Há alguma conexão? Primeiro, elas obviamente são diferentes, então vamos ver se elas se movem para o lado uma da outra. A figura 10 não vai nem pra 5 nem pra 7. A figura 6 não vai nem pra 9 nem pra 11. Mas note que a figura 10 vai pra 3, e a figura 6 vai pra 4. Então as duas figuras se encontram juntinhas.

Obviamente este último vai ficando mais complicado de ver e precisa de prática.
Exemplo 3

Perguntas

No exemplo 1 há a terceira forma de perfeção (os dois simbolos juntos, num local totalmente diferente do mapa)

g- entre as casas 10 e 5?

h – entre as casas 2 e 7?

Como calcular o mapa?
Vamos falar sobre o cálculo geomantico só depois, mas você pode calcular suas próprias cartas usando esse site. Há também vários apps, mas cuidado para ver se não estão usando a versão “golden dawn” que pra variar está errada.

Resposta

g – sim, note que 1 – o simbolo na casa 10 é diferente do simbolo da 5. 2 – o simbolo da 10 não repete nem na 4 nem na 6; e o símbolo da 5 não repete nem na 9 nem na 11.
No entanto note que o símbolo da 10 reaparece na 11, e o símbolo da 6 reaparece na 12 que é o terceiro modo de perfeição (mais fraco).

h – não. o símbolo da 2 não reaparece em lugar nenhum da carta, e o símbolo da 7 não reparece nem na 1 nem na 3.

Eclipses são luas cheias ou novas onde os luminares caem junto aos nodos. Os nodos, a cabeça e o rabo do dragão, são os monstros que “engolem” os luminares, causando o mito do eclipse. Eclipses são situações fora do normal, principalmente os solares, onde em sua sombra os animais vão dormir e todo o ciclo da natureza é perturbado.

Uma dificuldade que temos tido é o de entender como um eclipse vai se manifestar. No eclipse americano, todos apostaram em Trump, que tem o ASC no ponto do eclipse, mas o que vimos foi uma série de desastres naturais, principalmente incêndios pelo país. No grande eclipse sul-americano, temos visto ainda seu efeito na forma de protestos no Chile, Colômbia, Argentina e no Equador com a queda de Morales. Mas no Brasil as coisas continuam como dantes e no Uruguai um governo mais de direita foi eleito, mostrando que não houve uma direção clara para direita ou esquerda nos movimentos. Também não vimos desastres naturais nesse caso.

Este eclipse vai fazer uma linha cruzando múltiplos países. No oriente Médio afeta todos os países como Omã, Arábia Saudita, Irã, etc. Vai pegar a Índia e Indonésia, mas também será parcialmente visível da tailândia a Hong Kong, Austrália e China.

Oriente Médio sempre será o barril de pólvora, mas a Arábia Saudita anda mais assanhada por conflitos com o Irã e massacres no Yemem, sempre com apoio do grande Império. Índia acabou de criar uma lei de cidadania racista que exclui a pessoas da religião muçulmana, e também colocou toda a região da Kashmira em estado de sítio. Toda a região marcada pelo eclipse, entre China e Austrália, é uma área onde o novo império chinês está abrindo suas asinhas e criando perturbações, desrespeitando águas nacionais, etc. Em termos de perigos naturais, vai pegar toda a região que foi dizimada pelo Tsunami de 2004.

Para a Índia, o eclipse tem efeito de 3 horas, e está perto do MC. Usando o método de Ptolomeu entendemos o efeito como acontecendo no segundo mês – fevereiro. mas os efeitos de longo prazo acontecendo no segundo ano, em 2021.

Marte na 9 diz pra não se esperar muito do jurídico do país. A concentração de planetas na 10 e 11 traz movimentação na política, mas muita coisa obscura, típica de eclipses. A combustão do senhor do ASC traz um período onde o povo tem pouca voz. Vênus com saturno na casa 12 não é bom para a minoria muçulmana.

Pro Brasil, o eclipse não será visível, então é tratado quase que como lunação normal, a não ser que o ponto do eclipse afete outros mapas, como natais (por exemplo o de Bolsonaro) ou o mapa de posse, etc.

Para quem acompanha o blog sabe que a astrologia dos países e sociedade é vista via os Ingressos solares, principalmente o Ingresso em Áries. Quando este último tem um ASC em signos cardinais, temos que levantar 4 cartas, cada uma para cada estação, de acordo com o método de Mashallah/Ptolomeu, que é mais focado no curto prazo. Este foi o caso em 2019 para o Brasil, e portanto precisamos levantar uma carta para o ingresso do sol no Signo de Capricórnio que vale até Março do ano de 2020.

Notamos neste mapa que nenhum dos planetas está acima do horizonte, dando uma imagem de invisibilidade, dificuldade de se expressar, energias vulcânicas, coisas subterrâneas, falta de novidades.

Os planetas mais angulares e que se expressam de forma mais forte são a Lua no ascendente e Saturno e vênus na casa 4. Lua traz períodos de ação sem direção, altos e baixos, ir e vir, emocionalidade, importância de mulheres no cenário nacional, importância do povo.

Para o clima, Lua e vênus angulares dão clima mais úmido e suave do que o normal do verão. Saturno angular dá mais frio, secura ou “tempo feio” no geral, nuvens, nevoeiro, tempo fechado.

Saturno no IC traz para o período lentidão e discórdia para a oposição, problemas com imóveis ou queda de preços, acidentes ou destruição na terra (clima principalmente, ruim para agricultura). Vênus como o regente do ASC desta carta na casa 4 mostra baixa da popularidade do governo. Vênus angular dá casamentos e divórcios entre famosos. Como é início das férias e vênus está na casa 4 me traz a imagem de um dezembro de férias em casa.

De 22/12 a 4/01/2020 – período de vênus – na casa 4, foco na oposição, em moradia, casamento e divórcio de famosos, férias, mulheres na mídia, notícias sobre o endividamento da população e aumento do câmbio.

De 4/01 a 17/01 – mercúrio – regente da 9 na 3 dá viagens e estudos, notícias e vazamento informações. Como mercúrio está próximo da Parte da fortuna, coisas relativas à compras de eletrônicos. Mercúrio regendo a casa 12, roubos e fraudes.

17/01 a 30/01 – lua na 1, período de emocionalidade. Lua em escorpião está em queda, dá fúria, revolta e emoções represadas. Mulheres em foco nas notícias. Fraqueza do governo

30/01 a 12/02 – saturno na casa 4 é ênfase nas plantações, agricultura, oposição e imóveis, trazendo dificuldades e atrasos para estes campos. Saturno antiscia parte da Fortuna são notícias de dificuldades econômicas pós férias.

12/02 a 25/02 – júpiter na casa 3 está em má situação, cadente, em queda em capricórnio e combusto. Regente da 6 dá problemas na saúde, imagino que doenças de verão e talvez greve nos transportes.

25/02 a 9/03- marte na 2 são problemas financeiros, aumentos dos juros ou inflação e roubos.

09/03 a 22/03/2020 – sol regendo a 11 na casa 3 brigando com júpiter mostra brigas do legislativo com o judiciário e promotoria.

Na seção Bebendo na Fonte pegamos trechos originais e interpretamos seu significado esclarecendo conceitos mais ambíguos. Vamos ver o texto de magia e astrologia árabe, Picatrix, que ficou muito famoso na Europa Medieval.

Capítulo 4

La gente que ha necesitado hacer talismanes ha tenido que conocer inevitablemente la esfera celeste en que se basa la técnica de los talismanes y que es quien despliega sus hechos, y yo re echo aquí, de esa esfera celeste, unas bases sobre las que tú construyas, que son como la
materia celeste para hacer los talismanes, porque el hacedor de talismanes necesita ser un erudito en las equivalencias y en la esfera celeste y controlar además con cierta exactitud lo que hace y que no le quepa duda de su obra ni desconfíe, que así se fortalece la acción del
alma racional y se unifica la voluntad con su saber del alma del mundo para realizar lo requerido. Te aviso también, e insisto, del vecino de enfrente, o sea, de que no hagas nada hasta que la Luna esté en el grado favorable a esa actividad y de que la Luna tiene efectos sostensibles, no escondidos, y ahora mismo te voy a dar todos esos efectos; esta vez te voy a mencionar los efectos de la Luna dentro de sus mansiones, según el índice de los hindúes, especialmente en las veintiocho mansiones.

PIcatrix capítulo 4

Os criadores de talismãs tiveram que entender a Esfera Celeste, pois é dela que vêm os efeitos dos talismãs, é a matéria celeste dos talismãs, e para construir um a pessoa deve conhecer bem as correspondências de signos e planetas com as coisas do nosso mundo. Os talismãs mágicos devem ser feitos apenas quando a lua estiver em bom estado, e neste capítulo ele ensina os efeitos das 28 mansões.

Note que estes efeitos não são os de astrologia eletiva, que encontramos no Manuscrito Ashmore 396, estes efeitos são para magia e criação de talismãs.

1) La primera es la Mansión de las dos Cuernas de 1° a 12° 58′ 26″ de Aries. Dicen los hindúes: «cuando la Luna está en esta Mansión favorece los viajes y facilita beber las medicinas,
puedes hacerle un taco a un viajero que le sirva de talismán para la seguridad de su viaje»; se fabrica también en esta mansión un talismán para estropear lo que hay entre los esposos o los amigos con la ruptura y la enemistad y también aquí un talismán para que un siervo se escape y se quede con quien quiera y le interese, y para estropear la asociación entre asociados, porque es nefasto e ígneo. Y aquí te recuerdo un principio: procura siempre que en las operaciones benéficas esté la Luna sana y salva de nefastos y sin eclipsar, y en las maléficas eclipsada y nefasta; tenlo en cuenta.

Cada mansão tem 360 graus/28 = 12o 51′. Note que ele diz “de 1o a 12o” o que não faz muito sentido – era comum começar com o “grau 1” ou seja, ordinais, e o autor aqui mistura o sistema com cardinais – o correto no sistema que estamos acostumados seria começar com o grau 0. Os talismãs recomendados são para segurança em viagens, para destruir um relacionamento entre marido e mulher, para ajudar um servo a fugir, destruir associações em geral. Estes talismãs parecem estranhos pros marinheiros de primeira viagem, mas a verdade é que eram muito comuns para as necessidades da vida antiga, e alguns, como a separação de casais, continua firme e forte nos dias de hoje.

Aqui o Picatrix termina relembrando um conselho importante – em qualquer operação benéfica, que quer trazer coisas como amor, dinheiro, prosperidade, a lua não pode estar sofrendo um eclipse e aspectos com os maléficos. Exatamente o contrário é recomendado para operações maléficas, de destruição de inimigos, colheitas, etc.

Nos exemplos acima, se o talismã fosse feito para a segurança de um viajante ou para um servo escapar ele teria que ser feito com uma boa lua…. já um talismã para separação tem que ser feito sobre condições mais dramáticas.

  • 2)Mansão do Ventre
  • abrir poços
  • achar tesouros escondidos
  • crescer a semente
  • fracasso de matrimônios
  • estimulantes(?)
  • impedir a fuga de servos e prisioneiros

(3) Mansão das Pleiades

  • Segurança pra quem viaja no amr
  • melhorar os relacionamentos
  • prender ou livrar aos prisioneiros
  • criar afeto no casal
  • para alquimia
  • destruir rebanhos de ovelhas e vacas
  • para o servo destruir ao seu senhor (?)

(4)Mansão de Aldebarã

  • para destruir uma cidade,
  • para que uma construção não dê certo ou não dê durabilidade
  • destruir as sementes (agricultura)
  • evitar que o servo fuja
  • destruir relacionamentos
  • para atrair azar para quem abre poços (?)
  • afastar serpentes e escorpiões

Mansão do Voraz

  • boa saúde das crianças e favorecer sua aprendizagem de religião, escrita, artes.
  • para segurança do viajante
  • para bem de edifícios
  • destruir associações
  • melhorar casamento (se a lua e o ascendente estiverem em signos de forma humana – gêmeos, virgem, libra, os primeiros 15 graus de sagitário, e aquário-, livre de maléficos e eclipses).

Note novamente que a eletiva deve ser boa para efeitos bons, ruim para efeitos ruins – no caso os signos de forma humana são escolhidos porque eles têm poder reconciliador, de agir “como humano”, trazendo diálogo e amizade; seu contrário são os signos bestiais, como touro, leão, que agem como feras, atacando sem ver a quem.

(6) Mansão das cinco estrelas de Orión

  • Talismã para sitiamento de cidades
  • vingança dos reis
  • obter infortúnio e mal para seus inimigos
  • destruir colheitas
  • segurança nos pactos
  • melhorar associações
  • favorecer a caça
  • anular o efeito dos remédios

(7) Mansión do Braço (provavelmente o braço de Órion)

  • prosperidade no comércio
  • agricultura
  • para viagens pela água (viagens de barco sempre foram notoriamente perigosas)
  • para associações
  • contra moscas
  • contra a indústria (ações? projetos? não é indústria no sentido atual) que se necessitará repetir
  • para que se cumpram os desejos do soberano
  • para que um servo escape
  • para obter (roubar ou convencer?) uma terra ou dinheiro de alguém

Aqui temos as 7 primeiras das 28 mansões, que vão de 0 Áries até o finalzinho de gêmeos, e assim a oitava mansão vai começar no grau 0 de Câncer, e assim por diante, sempre começando no pontos vernais e equinócios.

Os temas são bem distantes da vida moderna, mas eram de grande valia para a maior parte da história humana – temas comuns eram o da segurança para viagens de água e terra, sempre perigosas; para libertar ou para manter preso um servo ou um prisioneiro; para unir e separar casais; para a agricultura e rebanhos; para doenças e para remédios.

O método básico para as mansões lunares é achar uma lua que esteja na mansão desejada em bom estado (ou mal estado, como notado quando o efeito procurado é maléfico). Bom e mal estado são medidos principalmente por aspectos – a lua não deve ser nova (quase 3 dias), e de preferência não na lua cheia e deve evitar a proximidade com eclipses, e com as quadraturas e oposições a todos os planetas, principalmente com saturno e marte. Note que a dignidade da lua é irrelevante – a mansão em touro não é necessariamente melhor que a mansão em capricórnio, são significados fixos que não usam a dignidade por signo.

Para escolher o momento, geralmente tentamos colocar uma lua angular, principalmente nas casas 1 e 10. A angularidade traz força e “presença” do que a mansão representa. Lembre do exemplo acima de reconciliação, que usa um Ascendente em signos humanos. Vamos supor que queira fazer um talismã para a destruição de edifícios, usaríamos um signo de terra, para poços, talvez água, para afastar serpentes e escorpiões, poderíamos colocar o signo de escorpião no ascendente, se fosse possível, etc.

Ao contrário do tarot, não podemos usar astrologia horária repetidamente. De uma maneira geral, em qualquer método divinatório, não é bom ficar respondendo perguntas tolas “só por perguntar”… se a questão principal é sobre amor, não é recomendável “aproveitar” pra perguntar sobre as malas perdidas, se o dentista é bom, se o 13o vai chegar atrasado. Mas mesmo considerando isso, às vezes há duas questões importantes diferentes para o consulente. Ou então há múltiplos clientes para perguntar.

Tradicionalmente não parece ter havido um período no ocidente em que você responderia a vários clientes, e que portanto teriam a mesma carta. William Lilly foi um astrólogo conhecido mas não descreveu nada parecido. No entanto isso é comum na India, astrólogos populares que trabalham na rua respondendo Prashna. Não sou especialista em védica, mas pelo que sei o método mais conhecido é pegar o mapa já pré-calculado para a hora, e quando chega um cliente usar um método aleatório, como jogar pedras, cada um representando um planeta ou um signo do zodíaco, e você “rodar” a carta para deixar esse signo no ascendente da carta.

Mas no ocidente um método razoavelmente fácil e análogo a astrologia horária, mas mais aleatório, era a Geomancia Astrológica*. A geomancia é muito parecida com o I ching, cada linha tendo um componente yin ou yang. Enquanto no I ching temos 6 linhas, formando 64 hexagramas, na Geomancia temos apenas 4 linhas, formando 16 figuras. Essas figuras têm duas simbologias principais: uma é sua correspondência com os planetas, e a segunda é a imagem formada pela figura.

O exemplo abaixo é de Puella (menina). Veja que há quatro linhas. A primeira tem um ponto (yang ou positiva). A segunda linha com dois pontos é negativa, e as últimas duas são positivas (lemos de cima para baixo, ao contrário do I Ching). A imagem é levemente parecida com vênus e atribuímos essa imagem à Vênus. Seu nome representa temas de amor, conciliação, prazer, emoção, feminilidade e sexo.

Puella

As 16 figuras são divididas entre os 7 planetas (duas para cada planeta = 14 figuras) mais o nodo sul e o nodo norte. As figuras estão abaixo.

O método original veio da África negra ou do mundo árabe, ou talvez dos dois. Não tenho textos originais desse período e portanto não uso essa metodologia. Para mim é mais interessante a vertente Renascentista-européia, onde houve um sincretismo com a Astrologia Horária. Basicamente criamos 12 figuras, elas são divididas nas 12 casas com os mesmos significados da horária. O astrólogo com experiência em horária reconhecerá a relação quase um para um entre conceitos, e a repetição de nomes como translação de luz, conjunção, etc. Abaixo o exemplo de uma carta no estilo horário usando geomancia.

Carta horária geomântica

As casas têm a mesma simbologia que na horária, ou seja, a primeira da esquerda é o ASC, onde temos apenas quatro pontinhos em linha reta (“Via”). Note que Via reaparece na casa 4. Ao contrário da horária, onde obviamente só temos um marte, na geomancia podemos ter a mesma figura reaparecendo várias vezes. Neste caso, se a pergunta fosse sobre morte (tema da 8) a mesma figura aparecendo nas casas 1 e 8 seria muito ruim.

Já na casa 7 aparece uma figura conhecida por nós, Puella, que na casa 7 dos relacionamentos dá esperanças se a pergunta fosse sobre amor (mas sem ser conclusiva, é necessário outros métodos). Nesse caso, há outro método – a mesma reaparição da figura Via na casa 8, que é muito ruim para morte, seria boa para uma pergunta de amor, porque faz com que a figura da 1 reapareça juntinha com a figura da casa 7.

No futuro falaremos mais sobre os métodos e figuras individuais da geomancia.

*Nota: Geomancia significaria algo como divinação pela Terra. Originalmente se usavam pedras ou areia mesmo, mas atualmente qualquer método que gere números pares ou ímpares. Cuidado principalmente que os americanos resolveram chamar o Feng Shui de “geomancia”, e isso faz com que quase qualquer busca no google retorne inúmeros artigos sobre Feng shui. Tente colocar [“astrological geomancy”] ou [-feng -shui] e também procurar termos específicos como puer, puella, translation of light.

Tagged with: ,

26 de Novembro 2019 temos a lua nova que vai valer para o princípio de Dezembro (ou de acordo com alguns por um mês). Essa é uma técnica de astrologia mundana, não tem a ver com mapas natais e muito menos se o “seu signo” é sagitário ou touro.

Lua nova para Brasília 26/11

Notamos que todos os planetas estão acima do horizonte, mostrando eventos “visíveis” – mobilidade, ação, mudança importante. A lunação também está bem no MC, ganhando proeminência. Lunações mostram energia e inicio, nesse caso nos poderosos e na presidência, mas a lua nova é mais ambígua, e mostra desaparecimento, talvez o presidente se escondendo um pouco no pré-natal?

Comparando com o ingresso em libra, vemos que o ASC da lunação cai na casa 6, possivelmente já sob influência da 7.

O regente da casa 10 (presidente e poderosos, o executivo no geral) é mercúrio no Ingresso, e está na casa 9 da lunação, uma casa ruim para os poderosos. Representando o povo em geral, Mercúrio tem um significado mais ameno, representando viagens e desejo de estudo (sextil saturno).

Vale notar que Júpiter no Ingresso regia as casa 7 do comércio internacional e 4 da oposição e território, e Júpiter está prestes a mudar para capricórnio, sua queda. Como regente da casa 7, mostra possíveis desastres relacionados a deslizamentos (já que Brasil não tem terremoto), enfraquecimento da oposição e da posição do país no comércio internacional (problema de câmbio?).

Calendário

02/12-júpiter vai para sua queda em capricórnio, onde fica por 11 meses a 1 ano.

4 – vênus 10 capricórnio sextil marte.

8 – mercúrio sai do silêncio vingativo de Escorpião e vai para seu exílio em Sagitário.

10-vênus conjunção Saturno em Capricórnio

12-Lua cheia em gêmeos

18-marte em escorpião sextil Saturno

19-vênus em capricórnio vai para aquário

22-sol vai para capricórnio, solstício de verão.

26-eclipse solar em capricórnio

27-sol com júpiter em capricórnio

28-mercúrio vai para capricórnio.

Mercúrio novamente ficou retrógrado e já está no meio de seu movimento que vai até lá pelo 24 do mês. Durante este período é costumeiro colocar a culpa no mensageiro dos deuses por tudo de mal que acontece nos céus e terra.

mercúrio estacionário indo para retrogradação

No mapa acima vemos a situação semana passada – mercúrio ficou retrógrado no dia das bruxas nas estrelas da balança, mais conhecida pelos antigos como as garras do Escorpião. Todos os planetas estão ocidentais, menos Marte, que está sozinho no hemisfério Oriental, o que não é uma posição calma, pois Marte sozinho causa problemas sem supervisão, e vimos muitos problemas atualmente, principalmente na América Latina, resultado do Eclipse de Julho. Também foi aprovada a Reforma da Previdência (22 out) e a eleição da Argentina (27 out) transcorreram sobre a configuração.

A lua passa e observa a conjunção mercúrio retrógrado com vênus nas estrelas da pata do escorpião (comércio, equilíbrio, vingança). O mensageiro vai transmitir por “debaixo dos panos” a mensagem de vênus entre os hemisférios, acabando em Marte.

mercúrio cazimi

Depois, mais ou menos no dia da queda de Evo Morales, os astrônomos estavam empolgados com mercúrio cazimi, pois dessa vez teria uma ocultação. Vênus passava pela estrela maligna Antares de poder e ambição, enquanto Marte transitava Spica da benção (provavelmente a única razão porque Morales não foi assassinado).

Por último, semana que vem já temos mercúrio parando e voltando ao movimento direto. A lua observa novamente, dessa vez Mercúrio passando sua mensagem recebida de Vênus para Marte, nos pés de Virgem. Vênus e Júpiter fazem uma bela conjunção nas estrelas violentas do Arqueiro.

Discussão

Vênus passando sua mensagem para Marte parece positivo, mas há múltiplas maneiras de se manifestar nas notícias do mundo. Por exemplo, escândalos sexuais. As estrelas fixas dão a ideia de equilíbrio, compra e venda, o poder da Ordem e do Rei. O movimento retrógrado traz na vida cotidiana o retorno de coisas antigas, ou temas desenvolvidos em outros retrógrados. Foi mais ou menos nessa energia que Macri teve seu período limitado a um termo.

O cenário na queda de Morales já é outro. As eleições contestadas em 20 de outubro, ainda fora do período oficial de retrogradação, desenrolaram em crise com a participação da OEA. No momento atual temos uma prefeita indígena que foi pintada, desnudada e urinada, uma senadora que se autodeclarou presidente e um outro que entrou no palácio com uma Bíblia sobre a bandeira boliviana. A situação está basicamente nas mãos do Exército e ninguém sabe quem manda, mas o mais provável é que o caminho para a extrema-direita tenha se aberto. Mercúrio em ocultação é muito mais impactante que o típico mercúrio combusto, trazendo abundância de notícias falsas (fraude nas eleições ou a acusação de fraude?) e mostrando que o mensageiro trouxe para o rei a notícia combinada por baixo dos panos. Já vênus em Shaula mostra que o apoio dos ricos e poderosos mudou e está cheio de veneno – traições e até os traidores sendo traídos. (seria interessante ver a relação das eleições com este mercúrio retrógrado e outros mercúrios retrógrados nas cartas bolivianas).

O ciclo de mercúrio termina na próxima semana. Marte está forte no hemisfério oriental, antes sozinho e agora com o mensageiro. Eles discutem mensagens de guerra, rebelião e conflito aos pés da Virgem. Os pés conectam o princípio da paz e perfeição celeste com à vida concreta e suja da terra. Já vênus decide apoiar Júpiter, o príncipe regente, nas estrelas violentas e guerreiras do Arqueiro.


Terminamos o mês com a lunação em escorpião, desenhando o cenário para os próximos 15 dias. Lembre que isso é astrologia mundana ou política, e não horóscopo. Para tentar ver se ele afeta algo no seu mapa pessoal, veja onde o ASC cai e se o grau da lunação aspecta algum planeta ou grau no seu mapa natal, mas mesmo assim o correto seria ver seu Retorno Lunar.

O mapa tem ASC em Leão, e se compararmos com o Ingresso em Libra, vemos que ele cai na casa 12 do mapa do Ingresso, abrindo um potencial para lentidão, dificuldades, inimigos do povo, segredos revelados, coisas se tornando secretas, prisioneiros, traições, apatia, aprisionamento. Nem o ASC nem o grau da lua caem em pontos importantes do mapa de Ingresso.

Os maléficos cadentes, no geral, dão um ar suave para a quinzena, mas marte na 3 pode trazer protestos online, com correios e coisas ligadas à mídia e estradas e viagens. Saturno na 6 tem simbologia de doenças ligadas a velhice, e também problemas de saúde de idosos sendo comentados. Júpiter na 5 frequentemente representa eventos esportivos ou de aprendizado. Eles formaram sua quadratura, o que é mais importantes para os países e regiões onde for angular.

Os planetas mais angulares são vênus e mercúrio num signo de água, isso dá uma quinzena mais chuvosa ou úmida dependendo do clima da região, e também mais ventos. Notícias sobre mulheres, casamento e família na mídia.

O presidente e líderes em geral – eram representados por mercúrio conjunto a vênus em libra (no ingresso). Agora eles estão na casa 4, casa da oposição, e com vênus corrupta em escorpião, imagem de problemas para o governo, provavelmente na forma de problemas familiares, discórdia, emoções e rancor.

Quem sofre mais são os ministros, assistentes, apoiadores do presidente e a política em geral – Lua que representava a casa 11 está muito mal em sua queda em escorpião. No momento atual temos muitas polêmicas com a família Bolsonaro, esse poderia ser um motivo. Outra coisa que me ocorre é a queda de ministros.

Ingresso em Libra

O povo em geral – se pegarmos a regência natural da lua como povo, não está muito contente por estar em escorpião, mas isso vale para o mundo todo, e portanto tem pouco valor específico. Vale mais leão como ascendente da região, pois o ascendente sempre mostra o que está enraizado, o cruzamento entre tempo e espaço. Sol na 3 dá viagens, comunicações, muito movimento, mas pouca ação.

Mercúrio representava o povo e Bolsonaro no Ingresso, um sinal de que o apoio ao governo poderia tremer, mas não iria cair, pois são guardados pelo mesmo planeta. Nesta quinzena, a popularidade de curto prazo está baixa pela posição na casa 4.

Calendário

  • 31/10 – mercúrio fica retrógrado até o dia 20
  • 01/11 vênus sai de sua queda em escorpião
  • 11- mercúrio conjunto sol – 18 escorpião
  • 12 – marte sextil júpiter no grau 25 libra. Segunda lunação do mês em touro.
  • 13 vênus em 14 sagitário antiscia Saturno em capricórnio. Mercúrio retrógrado sextil saturno.
  • 18- marte sai de seu exílio e vai para seu domicílio em escorpião, onde é mais digno, e tem uma imagem de pragmatismo, agressividade pensada, planejamento, energia internalizada.
  • 20 – mercúrio para no grau 11 escorpião e volta a seu movimento direto.
  • 22 -sol sai de escorpião
  • 23-vênus faz conjunção com Júpiter em 27 sagitário.
  • 25 – vênus sai de sagitário e vai para capricórnio.
  • 26 – lua nova em 4 sagitário.
  • 29-mercúrio direto de novo sextil Saturno – preste atenção ao que aconteceu lá pelo dia 13.
  • 03/12 – Júpiter vai sair de seu domícilio em Sagitário, onde ficou alegremente por um ano, e vai direto para sua queda em Capricórnio. Quem precisar aproveitar a energia de Júpiter para talismãs ou trânsitos, têm apenas esse mês.
Tagged with: ,

Nas últimas semanas, aos protestos em Hong Kong, somaram-se conflitos no Equador, Líbano e agora no Chile. O caso do Chile é interessante porque, apesar de financeiramente ter um crescimento bem maior que o Brasil nas últimas décadas, também destruiu o estado de bem estar social na época da ditadura. Numa situação parecida com o Brasil de 2013, repentinamente um monte de coisa veio à tona ao mesmo tempo.

Sem fazer uma investigação muito profunda, vamos olhar os mapas dos ingressos – O de áries tinha um signo dual no ASC, por isso temos que ver dois ingressos – áries e libra. O ingresso imediatamente anterior foi o de libra, que colocamos abaixo.

Ingresso em áries para a capital do Chile

Chile, Equador, Colômbia (que teve um protesto de estudantes, de menor escala), estão todos mais ou menos com o mesmo horóscopo, por estarem quase na mesma linha meridional, tendo o mesmo MC e quase o mesmo ASC. Aqui temos a oposição entre lua e saturno cadente, o que seria bom em eletiva, mas em mundana temos que considerar que são casas maléficas. O Ascendente em leão tem como regente para a região o sol, que acabou de entrar em sua queda (o ingresso em Libra sempre terá uma casa com o regente em queda no mínimo, mas é importante quando o ASC é em leão, do que por exemplo, uma casa qualquer como a 3).

A ativação da carta é dada pela lunação (abaixo). O ascendente no final de peixes cai na casa 8 do Ingresso (revoltas, problemas, acidentes, dívidas, mercado financeiro, variações, incertezas, alterações de comércio e juros). Mas além disso se espera a ativação de um planeta, e no caso é o sol do Ingresso em 0 Libra, em antiscia com o ASC da lunação.

Quais são os potenciais que vemos nesta carta? O governo que era vênus está ruim na casa 8, e o regente do MC agora também está na 12 de si mesmo. O povo era representado pelo sol, também na 8. A lua na casa 1 regia a casa 12, inimiga do povo. Geralmente em protestos vemos marte na casa 6, mas neste caso marte na casa 7 acho que também cumpre o seu papel.

Em resumo:

  • potenciais ruins para uma região são dados pelos ingressos com maléficos nos ângulos (ou casas ruins) e regentes mudando de dignidade e recebendo aspectos de casas ruins.
  • Esses potencias só têm sentido preditivo quando comparados com cartas de fundação, que no caso ainda não tenho. Pode ser a fundação do país, mas também poderia ser a posse do presidente atual.
  • Os potenciais são ativados por cartas de lunação.
  • nas cartas de lunação podemos ver como a posição dos regentes se repete ou se modifica.
  • Um dos grandes problemas da astrologia mundana é que em geral ninguém está observando – os sinais estão lá, mas 99% do diálogo é fagocitado por astrólogos americanos querendo falar sobre Trump.

Tagged with:

O que é a Heptarquia

Se você (como a maioria das pessoas) começou sua jornada com PopAstrologia, o primeiro choque que teve com a Astrologia Tradicional foi com a ausência dos onipresentes Signos e sua substituição em poder pelos 7 Planetas. Essa é uma diferenciação muito mais importantes do que, por exemplo, o uso de Urano ou Quiron no baseamento da Astrologia versus sua vertente mais pop.

Enquanto para 99% das pessoas a astrologia se resume a signos, qual é seu signo, eu sou taurino, na Astrologia Tradicional isso quase nunca é discutido, e o objeto foco de nossa atenção é sempre nos planetas. Como eles são sete, um bom nome é a Heptarquia, ou governo dos sete.

Mas por que isso seria importante? Porque nosso princípio básico é que Todas As Coisas do Mundo Podem Ser Divididas em Sete. Não em 12, 3 ou 4. São outras opções populares sim, mas em astrologia geralmente dividiremos em 7. Podemos subdividir com maior ou menor profundidade dependendo do escopo. Então por exemplo, podemos dizer que todas as músicas são de Vênus, mas há músicas de saturno (dor de corno, morte, tristeza), músicas de vênus (amor e diversão), etc. Todas as flores são de vênus, mas flores com espinhos são de marte, flores que nascem em pântanos serão de saturno, etc.

Profissões, árvores, frutas, flores, tipos de pessoas, tipos de investimento, personalidades, objetos cotidianos, são todos objetos que dividimos ou subdividimos dentro da heptarquia.

Por toda a história clássica a heptarquia apareceu em fontes religiosas e culturais (sete pecados capitais, sete cidades, sete mares, sete artes) e não é de se surpreender que até hoje ela reaparece em várias formas de arte e cultura.

A Heptarquia nos quadrinhos

A primeira que eu vou colocar é uma das mais conhecidas, a Liga da Justiça:

A atribuição mais óbvia é Super Homem (sol), Mulher Maravilha (lua), Batman (saturno -cavaleiro das trevas), Flash (mercúrio -velocidade), Lanterna Verde (vênus, seu poder vem de um anel – objeto de decoração – que cria objetos de luz), Aquaman (júpiter – o rei dos Mares), e por último Ajax, o caçador de marte (Marte – todos os guerreiros são de marte, mas aqui temos um marciano literal).

Os perpétuos

Não tão conhecida, mas bem clássicos, são os perpétuos de Sandman, criados por Neil Gaiman

Os perpétuos não são deuses, mas as 7 forças “originais e eternas que regem a realidade”. Eles são Morte, Destino, Destruição, Sonho, Desejo, Desespero e Deleite/Delírio. Eles têm uma certa ligação com sua imagem oposta: Morte define a vida, Destruição a eternidade, sonho define a realidade, Destino define a liberdade.

Se colocarmos pela ordem caldeica do mais velho para o mais jovem, temos Morte (saturno – fim), Destino (Júpiter – futuro, também definindo a liberdade), Destruição (Marte – fácil), Sonho (sol – nosso protagonista, que define a realidade), Desejo (vênus, óbvio), Desespero (mercúrio, pensamentos obsessivos), e Delírio (louca, de lua). De todos o que menos combina é Sonho, mas fica por eliminação.

O Espectro Emocional

O Lanterna Verde é um personagem razoavelmente conhecido, com um filme fracassado e participação em desenhos animados. Ele faz parte da Tropa dos Lanternas Verdes, que representam Will* e patrulham o universo inteiro. O conceito foi depois ampliado para termos 7 Tropas:

  • Lanternas Índigo – Empatia, por algum motivo têm o poder de teleportação e obediência. Provavelmente Lua
  • Lanternas Violeta – amor, mas a gente chamaria de paixão, obviamente venusiana
  • Lanternas Azul – esperança, essência jupiteriana de sabedoria.
  • Lanternas Verde – Will – não existe uma tradução exata para Will, e os próprios quadrinhos variam entre Força de Vontade e Determinação/Coragem. Seria a mais ligada ao Sol.
  • Lanternas Amarelo – medo, mas como uma tropa de seres assustados não seria muito interessante, foi interpretada como psicopatas que gostam de causar medo.
  • Lanterna Laranja – cobiça. Nada a ver com o sol ou com as interpretações clássicas de laranja. Imagino que pensaram a partir de “ouro”. É uma emoção mais saturnina.
  • Lanterna Vermelho – raiva, a tropa marcial.

Note que as cores tradicionais não são as do arco iris (apesar de supostamente Isaac Newton as dividiu em 7 justamente para que elas se adequassem com o número). Por exemplo Lua é representada por Branco e prateado, sol com laranja e amarelo, mercúrio com cores misturadas, vênus com cores pasteis e claras, como rosa, marrom claro, verde claro, Júpiter com azul e violeta, e também vermelho, Marte vermelho, Saturno todas as cores pretas e escuras, chumbo. Estou pegando mais pela simbologia das emoções.

As 6 + 1 jóias do Infinito de Thanos

Como visto (mais ou menos) no filme, Thanos, o titã assassino, consegue 6 jóias que todos creem ser inúteis, mas que juntas têm o poder de controlar o Universo. Seu primeiro presente para a Morte (diferente da Morte de Sandman, acima) é matar metade da população do universo. Mas isso acontece mais ou menos na página 5 do gibi, o resto é bem diferente.

As 6 jóias são o que restou da divindade criadora do Universo, que solitária, cometeu suicídio (detalhe que foi, sabiamente, retirado na hora de fazer filmes). Elas são Tempo (saturno), Espaço (vênus?), Mente (mercúrio), Alma(Júpiter), Poder (marte) e Realidade (lua). Agora eles adicionaram uma sétima, Ego (sol).

Por último, como você distribuiria os personagens da Caverna do Dragão? (Contando a Uni) Coloque nos comentários.

%d bloggers like this: