lupa.jpg

A coisa mais comum pelos fóruns de astrologia sao as pessoas perguntando sobre si mesmas. Até aí nao teria nada de mais se nao fosse o problema da enorme quantidade de paraquedistas que só querem ouvir coisas bonitinhas sobre si mesmos, nao tem respeito pelo tempo que as pessoas investem na análise, nao dao feedback, etc, etc.

Uma das coisas que mais ofendem um astrólogo sério é pedir pra “dar uma olhadinha no mapa”. Você pediria pro advogado “dar uma olhadinha” no contrato social de sua empresa, de graça, e ainda esperaria uma resposta completa em cinco minutos ? Pouca gente percebe que isso é uma desvalorizaçao do conhecimento alheio, principalmente que é um trabalho muito árduo, pois pra se fazer uma previsao, dependendo do método do astrólogo, ele pode olhar dezenas de cartas pra chegar a uma conclusao…

Nao me levem a mal. Óbvio que todo mundo tem o direito e a curiosidade de fazer perguntas quando aparece a oportunidade. É assim que se aprende. Eu gostaria que um astrólogo do porte do Steven Birchfield ou do Zoller, falasse algo sobre a minha carta. Mas falar sobre a minha carta é diferente de falar sobre mim !

Você acha que eu ia perder meu tempo perguntando bobagens sobre quem eu sou ? Com 30 anos, 11 meses e contando os dias pra passar definitiva categoria de “trintao”, eu seria muito bobo de perguntar pra um dos astrólogos mais gabaritados do mundo: “fale algo sobre mim”. É obrigaçao minha saber, ne ? Ou acha que depois de brigar por 30 anos com a minha mae, eu quero ouvir “vejo que você briga muito com sua mae”? Mas infelizmente as pessoas adoram ouvir essas coisas, deixam elas super contentes, acho que demora meses pra elas perceberem “péra um pouco, eu já sabia que eu brigava com minha mae”.

Com a possibilidade de você perguntar pra pessoas sobre seu futuro, sobre se você vai casar ou ter filhos, quais sao as épocas de problemas financeiros em que você deve economizar, e nada disso, o povo quer saber se escorpiao é vingativo e se libra é indeciso, que broxante…

Me lembro de um exemplo do Steven Birchfield que ele sabia que ia passar por um péssimo período de finanças e saúde. Que fez ? Gastou um dinheiro mas segurou tudo que podia, as dívidas, a casa, a saúde, etc. Quando o período negro chegou, e ele ficou com uma terrível dor nas costas, a empresa dele demitiu 80% de todos os empregados, ele estava com a vida financeira em ordem.

Ou quando uma chefe dele, que acreditava em astrologia, e queria saber sobre um projeto e ele disse “vai dar m#%d@” e a empresa só nao foi à falência porque a mulher seguiu o conselho dele: documentou cada reuniao, exigiu que qualquer decisao fosse tomada por escrito, etc, foi o que salvou eles na hora que a empresa contrada que fez caquinha tentou processar eles pelos seus próprios erros…

Agora, ele fez essa previsao “dando uma olhadinha” na carta ? Claro que nao. Foram semanas de estudo. Eu, que sou muito mais fraquinho mas até acerto algumas coisas, também tenho que passar um tempao antes de minimamente começar a saber o que vai acontecer num retorno solar, e olhe lá…

Assim, queria dar esse conselho pra pessoas:

As pessoas, inclusive eu e os mais amargados, têm sim boa vontade com você, mas se você pergunta “pode dar uma olhadinha”, e entrega o mapa no nosso colo, com 10 planetas, 12 casas, e ainda quer que interprete sua lilith em quadratura com quiron, você está sim abusando. Isso é serviço grande, pelo qual as pessoas esperam remuneraçao.

Quando você encontrou uma boa alma desocupada, que está disposta a se dar a esse trabalho todo, por favor, lembre de sua mamae e das boas maneiras que ela ensinou. A coisa mais comum é você perder uma hora e meia pra interpretar um mapa solar de alguém que depois sequer se diga a olhar o próprio post pra ver se alguém respondeu, quanto mais agradecer, quanto mais dar feedback, que é o mais importante pra um astrólogo !

Nao pergunte coisas bobas, de cultura pop astrológica ! Você teve a sorte de achar na internet um astrólogo que foi com a sua cara e você vai perguntar se Leao combina com gêmeos ? Se esse é nível máximo de astrologia que a pessoa tem, mesmo assim nao vejo desculpa, pois é uma “informaçao” que pode ser encontrada em 30 segundos na Net.

E, por último, se você nao quer seguir nenhum dos conselhos acima, pense que o prejudicado vai ser você. Está cheio de fascínoras na internet, desde os astrólogos maionese, sem consistência nenhuma, garotas capricho que se acham “bruxas” ou “vidente” porque assistem Hex, os guerreiros da New Age, para os quais os seres humanos sao dividos em evoluídos (eles) e bagaço (nóis)…

Ou seja, as chances de você pegar na internet um idiota que diga que você tem que mudar de país ou de trabalho (a nova moda que eu adorei foi a de “mude o seu nome” !) , ou que você “vai morrer cedo”, ou “vejo que nunca terá filhos”, etc, sao imensas. Nao acredita em mim ? Nos últimos meses já vi exemplo de tudo isso, deixando um monte de gente desesperada…

Tagged with:

cratera-em-sampa.jpg

Algumas semanas atrás, quando eu ainda estava em minhas férias em Santa Marta (uma espécie de Guarujá dos Colombianos, mas eles acham que é o máximo) a incompetência pátria conseguiu abrir um grande buracao no meio da marginal, matando algumas pessoas, e aumentando o caos viário da paulicéia.

Óbvio que nao demorou 10 minutos antes dos primeiros comentários na internet, com as “explicaçoes”. Algumas sao pertinentes e foram feitas com um mínimo de bom senso. Outros estao bem longe disso, com pérolas como “saturno estava na casa 8 (casa da morte) no momento do acidente”. Bem, Saturno está na casa 8 em qualquer parte do mundo pelo menos uma vez por dia… O que mostra novamente que Descartes estava errado, o bom senso nao é a coisa mais bem distribuída do mundo…

Como comentei antes, será que é útil uma astrologia que só olha pra trás, que depois de fato ocorrido chega correndo com explicaçoes ? E o pior, ao invés de ter uma teoria sólida, de chegar e “ver o que está ocorrendo”, ou seja, sempre vai achar uma explicaçao, porque sempre tem algum aspecto de alguma coisa com alguma outra coisa, mesmo que você tenha que recorrer a coisas mais estranhas como aquele semi-sextil de saturno com ceres que está EXATAMENTE no ponto médio entre mercúrio e júpiter na carta natal do Serra e que você garante que é a causa do desabamento, mesmo nao tendo simbolismo astrológico nenhum.

Pra mostrar como é difícil realmente prever alguma coisa, eu ACHO que previ esse acidente, mas nem eu tenho certeza, pra ser honesto !

No dia 3 de janeiro eu escrevi:

“O caos [na aviaçao] aumentou na véspera de natal, por fatores óbvios, mas também suspeito que o fato do Sol estar aspectando o ponto do eclipse auxiliou bastante. Como falar “depois do fato” nao vale nada, um critério para podermos ver se isso é válido é ver se o trânsito de marte sobre esse mesmo ponto, no dia 16-17 de janeiro, trará efeitos semelhantes, agravado por marte reger todas as coisas violentas.”

O desabamento aconteceu no dia 12, uns 4 dias antes. Hoje, 5 dias depois do previsto, estamos novamente em situaçao de caos na aviaçao, com atrasos em 34% dos vôos e fechamento da pista principal de congonhas. Qual dos dois eventos foi causado pelo trânsito de marte ? Ou foram os dois ? Ou nenhum ? Dá pra ver que é muito mais difícil trabalhar seriamente do que simplesmente escrever qualquer coisa que dá na telha…

A teoria de que os principais eclipses na história sao aqueles perto do ponto vernal (quer dizer, 0 grau de áries, câncer, libra ou capricórnio) é de Jill Amery em Working Knowledgeably with Eclipses, parte I e Parte II. Ela coloca  nesses eclipses a culpa por eventos dramáticos como guerras mundiais, maio de 68 ou o 11 de Setembro. Na prática isso nao funciona tao bem quanto a autora quer ! Esse último eclipse é uma prova disso, está importunando a vida de muita gente, mas até aí um buraco na marginal nao é o mesmo que as torres gêmeas caindo…

A primeira vez que fiquei “de olho” foi no trânsito de marte pelo grau do eclipse de março de 2005, prevendo que “algo” ia ocorrer no dia 11 de julho. Peguei várias opinioes pela internet, mas acabou ganhando a de ataque terrorista, pois no dia 7 de julho as bombas estouraram em Londres.

Como dá pra ver, nesse caso marte novamente funcionou “antes do esperado”, provavelmente ativado nos dois casos pela lua cheia que foi no dia anterior, se nao me engano.

A fragilidade desse tipo de previsao é só saber o “quando” sem muitas indicaçoes de “onde” e apenas uma vaga idéia do que vai acontecer.

Tagged with:

marsattack1.jpg

Aparentemente estamos falando muito sobre marte, mas juro que é só isso por enquanto !

Pouco tempo atrás falei que a posiçao atual (Jan-Fev 2007) de Marte em capricórnio poderia ser boa para um talisma de marte ou para uma eletiva de algo relacionado a força de vontade, e por isso a sugestao de um projeto como entrar na academia.

Uma eletiva é o momento que o astrólogo escolhe com o objetivo de maximizar as chances de sucesso de um projeto. Um talisma é um objeto que foi consagrado num ritual mágico apropriado para “captar as energias” do planeta e assim manifestar suas propriedades naturais, no caso de marte, sua energia e “agressividade”, canalizadas pelo signo de capricórnio, sua exaltaçao.

Coloquei a minha eletiva de algumas datas possíveis e falei que ia esperar pela eleiçao do Christopher Warnock, que colocou ela no ar agora.

Estudantes mais avançados em astrologia perceberao diferenças significativas com a minha eletiva… Warnock colocou a lua crescente e em sua exaltaçao em touro e em trígono com marte. Isso em geral é muito bom para eletivas, pois a Lua é considerada o astro fundamental dessa arte específica.

No entanto também se vê que ele sacrificou alguns outros fatores. Eu tinha escolhido uma hora e dia de marte, e ele está usando apenas a hora de marte para conseguir esse. Até aí tudo bem, já que usar a hora é mais importante que o dia, nenhuma eleiçao é perfeita, e o fundamental é ter o planeta digno num ângulo da carta.

Meu problema principal com essa carta é outro. Warnock é um renascentista, como se vê pelo nome de seu site. A astrologia na renascença já tinha perdido vários de seus conhecimentos e fundamentos, e muitos dos seus estandares, como Lilly e Ramesey, viviam “consertando” o que nao estava quebrado.

Assim ele criou uma situaçao que acredito que nenhum dos antigos teria aceitado para uma eletiva… sim, a lua está em exaltaçao e aplicando para marte por trígono. Mas esse trígono acontece a partir de touro, signo que é exilio de marte. É como alguém vindo a partir da casa de seus inimigos conhecidos. A lua aplica sua disposiçao e marte a rejeita ! Isso sem falar que capricórnio também é signo do exílio da Lua…

Na dúvida prefiro mais uma das datas que escolhi anteriormente, mas deixei o link com a opçao aberta aos leitores mais avançados de escolher um bom momento.

foto do planeta marte

Marte

 God of War, Mars – Charles Le Brun (1619-1690)

Nas previsoes mundiais astrológicas de 2007, o astrólogo Richard Nolle acredita que o final do ano será um momento culminante para conflitos e problemas diversos, principalmente por volta de dezembro, quando teremos o momento de maior aproximaçao de marte à terra, coisa que acontece a cada 2 anos e pouco.

That whole period is one of elevated tension and conflict, the kind of atmosphere that cultivates inflamed passions, hot tempers and rash, even violent action. Apart from the direct impact of the fires, clashes, crashes and explosions that are par for the course under this sort of Mars close pass, some such incidents can raise the possibility of a disruption in the oil and natural gas supply chain – which in turn can shock the financial markets and put investors and institutions in a mad dash for the exits.

Mas de fato essa teoria nao é nova. Há muitas décadas atrás, o francês Barbault já declarava que havia dois ciclos mundiais de curto prazo… a conjunçao do Sol com Júpiter para os ciclos de paz-armistício e os ciclos de início de hostilidades poderia ser visto, de acordo com sua teoria, a partir das conjunçoes e oposiçoes do Sol a Marte.

Em 2006 esses dois ciclos coincidiram quando o Sol fez conjunçao entre final de outubro e final de novembro com os dois planetas, júpiter e marte. Poderia ser essa talvez a resposta de porque nao vimos nenhum armísticio ou início de conflito mais relevante (ou pelo menos nenhum destacado pela mídia, que é uma coisa diferente).

Se essa possibilidade for verdadeira, ela complicaria a possibilidade de previsao, pois em dezembro de 2007, ao mesmo tempo que o sol faz oposiçao com marte estará numa conjunçao quase perfeita com júpiter. Teremos entao um ciclo de paz, de guerra, ou nenhum dos dois.

Uma possível pista, que Barbault nao comenta, é ver a dignidade dos planetas. Barbault, como todos os revisionistas, estava tao encantado por sua nova teoria que pouco se preocupava em adicioná-la aos conhecimentos dos antigos.

Na dupla conjunçao em novembro de 2006, Júpiter, o grande benéfico, estava sem grandes dignidades em Escorpiao. Isso significa que escorpiao nao é um signo no qual Júpiter tenha muito poder, pois nao é sua casa, exaltaçao ou triplicidade. Já Marte, o pequeno maléfico, quando está em escorpiao se comporta bem melhor do que sua natureza cotidiana, pois escorpiao é sua casa e além disso é um signo de água, que faz com que marte seja menos “aquecido”. Assim temos um benéfico natural medíocre e um maléfico natural bem comportado e o período foi também sem grandes novidades nesse campo.

Se esse raciocínio estiver correto, o período de dezembro de 2007 nao deve ser tao pacífico, visto que Júpiter e Marte estarao em suas respectivas quedas, Júpiter em capricórnio e marte em câncer. Um planeta em queda age de maneira excessiva, inapropriada ou corrupta, trazendo seu “pior lado”.

Nao tenho muita experiència com o método de Barbault, entao o jeito é “esperar pra ver”

Tagged with: ,

Marte de Agostino Carraci

“Minerva afastando Marte de Paz e Abundância”

Das resoluçoes de ano novo, creio que 7 entre 10 têm a ver com “vou me matricular na academia e dessa vez vou ir”, “vou fazer dieta”, etc. E é graças ao poder da esperança sobre a experiência que as academias, escolas de inglês, e tarólogas em geral ficam com filas, cheias de gente pensando “agora vai!”

Mas uma coisa que nao acontece todos os anos em janeiro é termos um marte forte em capricórnio. Marte é o pequeno maléfico, representa todas as coisas agressivas, militares, mas também empreendedoras e competitivas (coisa que a sociedade de hoje adora) tem regência natural sobre o ferro, entao porque nao usar a energia de marte para adorá-lo, “puxando ferro” ?

Marte em capricórnio está em sua exaltaçao, uma das dignidades de marte (a outra principal é a regência, nos signos de áries e escorpiao), e é a posiçao considerada como mais “concentrada” e “focalizada”, mantendo as características competitivas/agressivas de marte, mas pondo-as para uso.

Uma soluçao seria fazer um talisma. Mandei uma proposta para o Christopher Warnock mas ele nao respondeu porque quer mostrar a dele antes ;-), quando tiver a resposta eu coloco aqui.

Outra soluçao seria fazer uma eletiva. A astrologia eletiva é a técnica de usar a astrologia para começar os empreendimentos e projetos. Considerando que marte em capricórnio é a posiçao mais empreendedora de sua energia maléfica, pensei que seria um bom momento para todos os esperançosos aproveitarem para escolher o momento de escolher o momento de entrar na academia e perder a barriga de cerveja !

Marte vai estar em capricórnio até 25 de fevereiro. Até esse dia, pode-se escolher, de maneira grosseira, um momento “marcial” para se entrar na academia apenas escolhendo um dia e hora de marte, ou seja, terças-feiras, na primeira hora após o nascer do sol, das 13h07 as 14h06, aproximadamente, e logo após as 21h40!

Quem tem um nível mais avançado de astrologia deve escolher um dia que a lua esteja em bom estado, e que o ascendente da hora escolhida seja adequado à sua carta natal. Durante janeiro o ascendente para o horário das 13h vai ser em touro, o que me parece adequado pois é um signo fixo, traz durabilidade ao ingresso. Logo em seguida o asc vai para gemeos, que nao é tao durável, mas é o suficiente e é bom para contatos humanos. Se possível seria bom a Lua em regência e em signo fixo (como touro) mas em nenhuma terça feira isso acontece, fazer o que.

viajeros.jpgBack in business

Depois de um período curto de viagens, volto à ativa. Queria recomeçar com uma velha reflexao: “em casa de ferreiro, espeto de pau”.

Fui viajar por 15 dias e me pergunte se eu levantei uma carta horária ou se fiz uma eletiva para sair de férias ? Óbvio que nao, e a preguiça ?

Mas tem uma razao… quando a gente começa a estudar horária, faz carta pra tudo, depois pelo próprio respeito à técnica, e também pelo tempo que toma, a gente só utiliza para questoes realmente muito importantes. Mas qual a minha desculpa para ver a eletiva e os trânsitos natais ? 🙂

No geral a viagem foi boa (peguei uma cor). Mas entre as agruras de viajar em grupo de 4 amigos (a difícil arte da convivência), podemos citar, entre outras…

  • Começar a viagem um dia mais tarde porque nao tinha passagem
  • Ficar na casa de uma “amiga” de uma das pessoas do grupo e  praticamente sair correndo porque a mulher era tao neurótica que tava começando a surtar…
  • Cair num ônibus com cadeiras quebradas e empapadas de suor, membros do grupo dando piti e esperando mais 2 horas por outro ônibus.
  • Depois de 16 horas no ônibus um dos passageiros, evangélico, começou a fazer pregária… um dos membros do grupo, em retaliaçao, começou a rezar o terço…
  • Levar 2 horas e meia indo e duas horas voltando para uma “praia ecológica” na qual ficamos meia hora cercados de bêbados fazendo farofada e deixando lixo na praia…
  • A ala feminina do grupo fazendo terrorismo menstruatório…

Uma das coisas que achei interessante é que as vezes a gente nao tem tanta “margem de manobra” para fazer uma boa eletiva… o horário combinado era com o ASC na minha casa 10, conjunto a um benéfico. Mas como deixaram pra comprar na última hora, a viagem ficou pro dia seguinte, com um ascendente em peixes, a minha casa 12. Júpiter estava dignificado mas cadente, e marte bem angular, quase no MC.

E a carta natal ? Bem, eu tenho marte na casa 3, a casa das viagens curtas, o que nao seria tao grande problema, mas já estive duas vezes em carro que sofreu pequenos acidentes em viagens curtas, entao me parece que esse marte nao é muito amigável ao veraneio… Obviamente o problema principal foi que desenvolvi um preconceito contra os trânsitos, pois qualquer um metido a astrólogo utiliza a torto e a direito. Mas por mais “overvalued” que seja a ferramenta, ela tem seu valor para prever os eventos cotidianos.

Por exemplo, nao acredito que a viagem em si fosse previsível. O fator decisivo para sair de viagem foi o calendário alheio,  as famosas férias de janeiro, ou seja, um fator extra astrológico. Mas, sabendo que haveria uma viagem, ou entao decidindo o melhor momento para fazê-la, esse trânsito de marte sobre o marte natal na casa das viagens nao seria muito promissor.

A conclusao é que a eletiva nao é feita de maneira separada de trânsitos, profecçoes, progressoes, e outras técnicas… esse é um tema que talvez possa ser trabalhado com mais profundidade depois, mas o essencial é que a arte da eletiva nao se restringe a “coloque a lua crescente, o ascendente num signo fixo,  etc”, mas também de escolher um bom momento em relaçao ao que é prometido na carta natal.

Por exemplo, de que adianta fazer uma ótima eletiva num momento excepcional, que concorda perfeitamente com a carta natal, se o retorno solar promete um ano desastroso para o assunto que você está tentando melhorar ? Se é algo mais vulgar, como uma viagem, óbvio que nao há grandes problemas, mas se uma pessoa por exemplo vai investir suas economias num negócio, é de se esperar que se escolha um período de um ou dois anos bons para sua área profissional, para auxiliar o desenvolvimento do negócio.

Só alguns pensamentos pós férias

Tagged with:

beijo-klimt.jpg

Um pouco de fofoca pra alimentar a astrologia. O casamento de Suzana Vieira me despertou atençao pela série de incidentes pequenos mas cumulativos… o casamento começou levemente atrasado porque o noivo atrasou, depois o fulano ficou doente e depois foi encontrado num motel dando escandâlo provavelmente chapado…

A data do casamento é 30 de setembro, o horário começou às 8 e meia da noite e terminou as 9 e meia.

Terminou por volta das 21h30 o casamento da atriz Susana Vieira e o seu noivo, o policial Marcelo Silva, na Capela do Patronato Operário da Gávea, no Rio de Janeiro, neste sábado, dia 30.A cerimônia, que estava marcada para começar às 20h, começou às 20h30 devido ao atraso do noivo.

Como já falei antes, nao adianta discutir sobre assunto já ocorrido se nao temos bem preparado alguns critérios astrológicos do que vamos procurar, o que nao vamos procurar, e se esses critérios seriam sólidos o suficiente para utilizar com uma pessoa real para prever o futuro, e nao apenas para discutir o passado.

Para mim os critérios mais lógicos sao os estabelecidos pela tradiçao da astrologia eletiva de casamentos, ou seja, as regras para escolher um bom momento para casar. Apesar de um momento perfeito nao existir, e uma boa eletiva necessita o conhecimento dos mapas natais dos noivos, em geral é possível reconhecer os péssimos casamentos…

Assim temos um sistema de regras fixo, que nos permite dizer o que olhar, e nao ficar “trapaceando” e dizendo, “ah, minhas regras nao funcionaram, mas veja que plutao tava em sesquiquadratura a venus”… nesse caso especial sequer olho para os geracionais, que nao estao no escopo das regras tradicionais.

Agora vamos à vaca fria e analisar os mapa dentro dos critérios dados previamente… Olhando o mapa abaixo, primeiro observamos vênus, significadora natural dos casamentos. Seu estado é péssimo, em sua queda em Virgem, e ainda conjunta o maléfico nodo sul. Ela também está combusta e esses significadores estao afligindo a casa 5 do amor e sexo.

casamentosuzanavieira.JPG

Numa eletiva o ponto mais importante é a Lua. A lua está crescente, ponto positivo, mas indo direto pra quadratura com o Sol, o que é mal, pois o Sol é um maléfico quando aspecta por quadratura e oposiçao. (Comentário adicional: o sol e a lua tem um certo tom de “marido e mulher” e sua quadratura nao é o mais adequado). A lua está em seu exílio em capricórnio e separando de uma quadratura com a vênus maléfica.

O noivo é representado pelos planetas regentes do ASC: primeiramente vênus e depois a Lua (senhor da exaltaçao) e o Sol (significador natural dos homens)… todos os três significadores estao em queda ou exílio!

A noiva é representada pelo descendente em escorpiao e seu regente, marte, e os planetas na casa 7. Temos que os representantes sao marte em exilio e combusto (adequado para decisoes apressadas e sem muito raciocinio) e Júpiter, adequado para uma artista.

Para completar o cenário de destruiçao conjugal, o maléfico saturno está na casa 4, que é muito importante em casamentos por representar o “lar”. Fas de planetas geracionais perceberao que Netuno está no MC, mas isso está além da análise atual.

Mas um benéfico no descendente nao traz alegrias pro casal ? E os signos fixos nao trazem estabilidade ? Pode até trazer, mas é um júpiter peregrino, seu dispositor é um marte exilado e está impedido por quadratura com um saturno tempestuoso ! Realmente nao havia muita esperança para esse casamento.

O signo fixo provavelmente só vai trazer dor de cabeça, pois deve dificultar um divórcio rápido e indolor…

Como se pode ver, sem ter a pretensão de que esse conjunto de regras é válido para todos os casamentos, e de que não possa haver exceçoes, uma pessoa com um conhecimento médio de astrologia já teria razoes suficientes para dizer “vamos esperar uns dois meses”.

Eu pessoalmente acho que as investigações que buscam aplicar regras antigas a situações novas uma das únicas pesquisas válidas em astrologia, pois é uma das únicas que não tem pretensões cientificistas bobas, e sim apenas a expectativa de aprendizado, de colocar regras teóricas dentro de contextos práticos.

Tagged with: ,

sol-mandala.jpg

Uma revoluçao solar é a carta do momento exato que seu sol volta, em seu movimento circular pelo céu, para o lugar que estava no momento que você nasceu. Ou seja, em geral o retorno é no dia do seu aniversário, mas por coisas como os anos bissextos, etc, pode ser um dia antes ou depois. Um astrólogo pode criar uma carta desse momento, que é chamada de “Revoluçao Solar” e ajuda a prever as coisas que acontecerao durante o ano.

Uma teoria que já vi é que a Revoluçao Solar pode ser interpretado “como um mapa natal” pelo período de um ano. Isso significa que você pode interpretá-lo do mesmo modo que você interpretaria um mapa natal comum, mas esse teria uma “validade” de apenas um ano.

Essa é a típica teoria que não tem bases na tradiçao, e mais no “achismo” que todo mundo crê que pode falar o que bem entender em astrologia, sem antes ter estudado fortemente as regras. Outros achismos muitos comuns são:

  • mudar o local de residência para a revoluçao solar.
  • calcular a precessão  dos equinócios para a revoluçao solar.
  • A revoluçao solar começa a ter influência até três meses antes do seu aniversário.

O primeiro tem o argumento de que “as pessoas viajavam pouco no passado e bastante agora”. Eu acho isso um argumento muito ilusório, pois confunde o acidental com o essencial. Um exemplo disso é a astróloga Sylvia de Long, que defendia que os animais de estimaçao (tradicionalmente representados pela casa 6) deviam ser representados pela quinta casa, porque “hoje em dia as pessoas tratam os cachorros como filhos”. Ora, embora os hábitos sociais mudem, é de se esperar que um cachorro continue um cachorro, e não que sua regência mude conforme a conveniência do astrólogo. Eu amo e mimo meus três cachorros, mas no momento que eu os tratar como filhos provavelmente alguém vai me internar em alguma instituiçao…

Do mesmo modo, não é porque hoje podemos viajar para o Japao em 1 dia que essa mudança é mais significativa que uma viagem de barco de 2 meses de bagdá a londres ou à India, etc. Se a diferença é de apenas um grau, isso poderia facilmente tornar a revoluçao solar inválida, ou seja, nao é o tamanho da diferença que define a técnica… ou há uma diferença ou nao.

Segundo, me parece que há obviamente uma parte de livre arbítrio e outra de destino. A parte de livre arbítrio obviamente não pode ser prevista. A parte de destino está no mapa natal. Além disso, dificilmente as pessoas realmente são coerentes com a técnica. Porque os autores modernos fazem  previsões principalmente com celebridades, e na verdade nunca sabem realmente onde passaram um aniversário. Isso acabou virando um dos motivos porque a Revoluçao solar acabou sendo substituída por um método muito inferior, o dos trânsitos. O confuso para mim é que a maioria dos modernos usa os trânsitos sobre a carta natal, e no a carta natal recolocada…

Alexandre Volguine que re-popularizou as RS no século 20 era grande defensor dessa recolocaçao, mas sinceramente todas as cartas que ele usa pra “provar” a recolocaçao me parecem faltar em muito na objetividade e na clareza que ele tenta passar.

A teoria de calcular a precessão dos equinócios para a revoluçao solar é outra que tem um “raciocinio” muito convincente a principio. O Sol volta todos os anos à mesma posiçao, mas essa posiçao “muda” em relaçao às estrelas distantes. Mas como até a Liz Greene admite, esse método é incoerente… ao invés de fazer a precessão dos equinócios, use diretamente um sistema sideral (ou seja, um sistema baseado em estrelas fixas, e nao no zodíaco).

A teoria de que a revoluçao solar começa antes de existir me parece no mínimo confusa, tenho problemas de contradizer algo tão estranho… qual é a base de que um mapa que só vai surgir daqui a três meses “comece a funcionar” desde já ? Se o sol está hoje em Capricórnio, entao minha vida já está sendo afetada pelo fato de que o sol estará em peixes em dois meses ? Falta profundidade e bases nesse tipo de afirmaçao. Me parece que uma motivaçao para esse tipo de afirmaçao é aumentar a ambiguidade, ou seja, diminuir a chance do astrólogo errar. Vou fazer um curso e digo “mas nada disso está mostrado na minha carta”, dai recebo a resposta que não vi a carta do outro ano, ou seja, tenho que ficar olhando as duas sem nunca saber o que vai acontecer…

E a última teoria, com a qual começamos, será que o mapa pode ser visto como um “mapa temporário”, interpretado independentemente. Essa é a teoria propagada pela Celeste Teal, na qual vejo também problemas. Em primeiro lugar, isso é uma invençao dela como astróloga, e portanto não vem de uma linha ou tradiçao criada e desenvolvida por várias pessoas, e toda observaçao pessoal é um pouco limitada. Por exemplo, quando ela coloca as interpretaçoes dela em exemplos práticos, se observa que são todas “previsões” psicológicas… ela nunca fala que o dinheiro vai ser uma dificuldade, diz que  o dinheiro vai ser importante esse ano (tem ano em que não é ?). Nao diz que vai haver eventos bons em relaçao a carreira, diz que a carreira será um grande foco.

Isso ignora um grande princípio da astrologia tradicional… a carta natal é como a raiz da qual nasce a árvore. Interpretar um mapa de RS, um trânsito, uma progressao, sem antes ter delineado a carta, suas possibilidades, é uma atitude meio amadora. Antes de dizer que a pessoa vai ganhar na loteria tenho que ver se a carta possibilita ganhos surpreendentes. As coisas tem que ter método.

Existe apenas uma única exceçao que tenho encontrado em minha parca experiência com o método que parece ser uma indicaçao tomada unicamente do mapa da RS. Como essa é uma experiência empírica ela é muito limitada, mas convido a outras pessoas que tiveram experiências que confirmam/negam essa evidência a se comunicar comigo.

Quando um planeta está conjunto muito proximamente um ângulo, principalmente ao MC e ASC, ele parece ter sua determinaçao mais conectada a suas regencias na RS exclusivamente. Obviamente que nao posso garantir que isso sempre ocurra, eu teria que ter visto todas as cartas do mundo… e também nunca encontrei nada na tradiçao que justificasse essa “descoberta”. Basicamente estou restringindo a teoria da Celeste Teal apenas para os planetas que estao em ângulos.

Minha teoria é fácil. Veja por exemplo os três mapas abaixo. Todos tem mercúrio em um ângulo, mas os efeitos serão diferentes para cada caso. No primeiro caso a Lua está no MC e mercúrio no ASC. Que casas esses planetas regem ?

.morte.JPG

Os dois têm regência sobre a casa 8, e o evento foi uma morte pública (mercúrio regente da 10 ?)

No segundo mapa, mercúrio está no MC, agora regendo as casas 3 e 11, o evento foi a publicaçao de um livro de grande sucesso.

publicacao.JPG

A terceira carta também tem mercúrio no MC, para facilitar a comparaçao… mercúrio em Leao rege as casas 8 e 11, que evento poderia ser ?

coracao.JPG

Essa terceira carta é de um teste de Dymock Brose, de uma menina de cinco anos que teve que sofrer uma cirurgia cardíaca.

Acho que é pelo menos algo interessante pra se observar conscientemente, apesar de que mais uma vez, não garanto a eficiência 100%. Já tentei e abandonei várias técnicas, como os mapas diários, pelo problema de só funcionarem “de vez em quando”.

Em tempo, a primeira carta é o retorno solar do ano da morte de Kennedy.  A segundo mapa é da publicaçao de Mein Kampf, que de 1925 a 1934 vendeu 240.000 cópias, e até o final da guerra foram distribuídos 10 milhoes de exemplares (wikipedia).

Tagged with: ,

casamento.jpg

Uma das datas mais famosas também é a mais difícil de se fazer qualquer tipo de eleiçao astrológica. A eleiçao astrológica é a parte da astrologia que, baseada em uma carta natal, tenta escolher o melhor momento pra se começar com algum projeto.

Por que é uma das mais difíceis ? Muito fácil de se entender. Em primeiro lugar temos duas cartas natais e duas possibilidades de insucesso. Se ao olhar para uma das cartas tudo que vemos na parte de matrimônios é um aviso dizendo “desgraça”, nao vai ser o astrólogo que vai reverter essas tendências…

A segunda grande restriçao é uma coisa chamada “noiva”. Ou você acha realmente que você vai convencer alguém que o melhor momento nao ocorrerá num sábado, tipo seis da tarde ? De preferência logo antes das férias, para que os noivos saiam de lua de mel, ou entao no único fim de semana que o salao de festa está vazio ? Mesmo que você queira escolher o casamento do civil, temos o problema do horário comercial, de possíveis filas e prováveis demoras…

Além do mais o conceito de “compromisso” se desvaneceu totalmente da sociedade. O casamento deve continuar enquanto for conveniente, enquanto nao aparecer “outra coisa melhor”, enquanto um dos dois nao fala “eu evoluí mas que ele” ou “nao posso ficar com alguem que nao tenha os mesmos valores que eu”, significando que quer procurar um parceiro que ganhe mais, etc. Se metade dos casais se divorcia em 3 anos, qualquer coisa acima disso deve ser considerado um sucesso.

Mesmo assim as regras sao relativamente simples: o ascendente representa o noivo, o descendente a noiva. A casa 4 tem relaçoes sobre sua vida familiar, júpiter e a casa 5 sobre filhos. A lua e vênus falam naturalmente sobre a mulher, o sol fala sobre o noivo. Vênus também é significador natural da relaçao amorosa.
A lua é fator importante em TODAS as eleiçoes. Se espera que ela nao esteja fora de curso ou em escorpiao ou capricórnio, afetada pelos maléficos. Para um casamento se prefere, em geral, os signos fixos para dar estabilidade, a lua crescente, vênus em bom estado, e se possível os regentes do ascendente e descendente em bom estado. Um caso específico de casamentos é que em geral se considera que a Lua em Câncer é uma ótima influência, com exceçao dos casamentos, supostamente por que isso significa que “a mulher veste as calças na relaçao”.

Uma comparaçao mais detalhada das regras por ser encontrada no site skyscript. O problema com essas regras é que o único autor realmente tradicional que colocou foi Dorotheus. Bonicontrus já é do século 15 e segue quase tudo que Dorotheus diz. Ramesey e Schoener sao renascentistas e se acham no direito de mudar qualquer regra que nao gostem, Robson simplesmente copia Ramesey em quase todo seu livro e Ivy Jacobson para mim nao tem a menor idéia do que está falando. Assim aconselho o leitor do artigo a ter isso em conta.

Se você gostou desse artigo de astrologia, porque não entra em nossa lista de email? Você recebe novidades e outras coisas mais

PS: Como só temos um único autor tradicional nesse artigo do skyscript, fui buscar do judeu Sahl Ibn Bishr, erroneamente chamado de “árabe”, do século 12, e que seguiu os trabalhos de Abu Mashar e Masha´la e que influenciou por sua vez o italiano Bonnatti.

Aqui estao algumas delas para adicionar à lista:

  • Nao deixe que a lua esteja na casa 12 e evite os seguintes signos: aries, cancer, libra, capricórnio e aquário.
  • Evite os maléficos (marte e saturno) e os nodos norte e sul.
  • Tente colocar a lua e o Asc em signos fixos, principalmente Leao e Touro.
  • Para a mulher que já foi casada, é bom que a Lua ou o ASc esteja em signos duais, virgem parece especialmente bom para a Lua.
  • Nao escolha um momento em que vênus está fazendo quadratura ou oposiçao aos maléficos.
  • Tente colocar vênus em sua exaltaçao (peixes), ou em seus signos. Aqui talvez ele também inclua o júbilo de vênus na casa 5.
  • É melhor que vênus esteja nos signos de benéficos ou pelo menos nos termos dos benéficos.
  • Deixe a lua estar na fase crescente, rápida, fazendo trígono ou sextil com Júpiter e vênus.
  • Deixe júpiter elevado na casa, principalmente no MC, e o casal terá filhos rapidamente.
Tagged with:

olhandopratras.jpg

Existe a astrologia quando apenas olhamos para trás ?

Como mencionado antes, um casamento que me chamou a atençao foi o da atriz Suzana Vieira. Primeiro o noivo atrasou na cerimônia. Depois, durante a lua de mel parece que o fulano teve alguma doença, e recentemente ele foi protagonista de um pequeno escandalo, depois de dar chilique cheirado num motel com uma suposta garota de programa…

Claro, a tentaçao é a gente chegar e olhar direto na carta “os sinais de fracasso”. Mas como sempre digo, isso é sinal de péssima astrologia ! É por isso que temos tao frequentemente gurus com suas teorias bobas do estilo “oh, juno estava em semi sextil ao ponto médio entre o buraco negro nemesis e o transplutoniano cupido… é óbvio que esse casamento nao ia dar certo”. Os americanos tem um ditado que significa mais ou menos “olhando pra trás, todo mundo tem visao perfeita”, querendo dizer que é fácil prever o que já aconteceu. O objetivo da astrologia é olhar pra frente.

Isso significa que olhar pra eventos já acontecidos é errado ! A resposta é “sim, quando feita sem critérios”. E que critérios seriam esses ? Na minha opiniao eu escolheria esses…

1 – A finalidade é apenas educativa e nao “explicativa”: a finalidade desse tipo de exercício é exercitar o astrólogo, ele aprender com o exemplo, e nao o de querer “explicar” nada. A finalidade da astrologia é prever e nao dizer bobagens sobre o cadáver frio. “oh, vejo que os dois tem um relacionamento que nao tem bases na confiança”. Isso qualquer um diz depois que flagraram o marido no motel, dificil é dizer antes !

2 – Os critérios tem que ser explicitados antes e nao depois de olhar a carta: quando vemos uma carta sabendo o que aconteceu temos que ser 10 vezes mais criteriosos pois inconscientemente somos levados pelo resultado já conhecido. E todas as cartas têm sempre um número infinito de conexoes com outras cartas, ainda mais se adicionamos semi sextis, buracos negros, pontos médios e o diabo a quatro…. ou seja você sempre vai achar algo…

3 – seria possível usar a teoria que você escolheu para prever e nao apenas para rever ? Qualquer teoria que você tenha escolhido para comparar com o evento, ela é realmente útil para prever o futuro, ou apenas para dar explicaçoes para fatos já acontecidos ? Por exemplo, já vi astrólogos discutirem seriamente sobre o fato que “urano estava no MC de Hiroshima no exato momento que a bomba explodiu”. Bem, ótimo, mas urano está no MC de qualquer lugar da Terra uma vez por dia, ou seja, qual o valor preditivo disso ?

Outro problema de quando usamos um “excesso de corpos astronômicos” é que nenhum ser humano pode realmente comparar todos os pontos médios, asteróides, quasares e buracos negros que existem com seus semiquartis, etc, e realmente chegar a alguma conclusao de se o casamento vai ser um fracasso ou se os filhos serao mutantes. Basta pensar que, numa sinastria entre três cartas (casamento e mais as duas pessoas) teremos, para cada critério adicional, centenas de novos aspectos a interpretar…

Mas e o que isso tem a ver com o casamento da Suzana ? Bem, ao invés de chegar e dizer que acabou por causa disso e daquilo, é melhor explicitar quais sao as regras que a gente utiliza numa eleiçao de casamento, ou seja, na escolha do momento mais adequado para um casamento, e depois utilizar essas regras no mapa. Por exemplo, no momento em que escrevo isso eu já peguei a data do casamento de Suzana Vieira, mas ainda nao dei nenhuma olhada no mapa para me “prevenir”. Nao tenho nenhuma idéia se as regras clássicas dao certo ou nao. Assim estou colocando restriçoes a mim mesmo para nao ficar “desviando” na direçao certa.

Isso torna o exercício útil ? Na minha opiniao sim. Nao estamos olhando a carta por curiosidade tola, esperando pra “ver o que surge”. Temos uma teoria já pronta e válida, e queremos ver sua adequaçao com um caso real. Nao temos a pretensao de provar ou desprovar a teoria, apenas de colocá-la num contexto prático, com o objetivo de num próximo caso poder usá-lo com fins preditivos.

Assim, no próximo post as regras antigas para se eleger um bom casamento.

Tagged with:
%d bloggers like this: