clip_image001.gif

Uma vez estava conversando com um físico sobre astrologia, enquanto rolava uma cerveja, e ele jogou o seguinte comentário: “Ia ser interessante fazer um estudo estatístico pra comprovar ou nao a astrologia, nao acha ? Por exemplo, fazer o mapa de uma série de pessoas e comparar com a personalidade delas, nao acha?”

Bem, em primeiro lugar devo confessar minha extraordinária desconfiança e desrespeito pela estatística, seja no estudo da astrologia, medicina, administraçao, etc. É a arte de torturar os números até que eles confessem o que o pesquisador quer. Mas sim, seria uma investigaçao interessante, tanto é que muita gente pensou nisso. Hoje em dia há grupos inteiros com suas publicaçoes com o único propósito de fazer uma astrologia “científica”, entendida como uso abusivo de ferramentas de análise multivariada, mas isso é assunto para outro dia, muito comprido !

Segundo Suzel Fuzeau-Braesch em seu livro “A astrologia” (Zahar, 1990) as primeiras experiências com estatística na Astrologia foram feitas por Chosnard e por Krafft: os dois fizeram muitas estatísticas, onde quiseram provar vários fatores, incluindo a hereditariedade astral, mas que depois foram criticadas por falta de método. O próprio Gauquelin analisa o trabalho deles em “Astrologia, ayer y hoy” (ed Plaza y Janes, Barcelona, 1975) quando investiga os começos da “astrologia científica”.

Basicamente, ao invés de outros pesquisadores que se concentraram muito na posiçao do sol por signo, Gauquelin preferiu ver a posiçao dos planetas em relaçao ao horizonte (o que chamamos de “casas astrológicas”). As correlaçoes que ele encontrou, assim como as limitaçoes do estudo, nao podem ser todas discutidas aqui, entao prefiro apenas apresentar alguns resultados que ele considerou significativos, sem pretensao de discutir se eles sao “verdades” ou nao.

Planetas e a “personalidade” profissional.

Gauquelin, como empirista, quis desprezar as significaçoes básicas astrológicas, como a relaçao entre mercúrio e a escrita, mas acabou mostrando que há uma relaçao estatística entre planetas e profissoes.

Júpiter aparece mais nas “posiçoes chaves” em mapas de políticos, artistas e jornalistas.

Marte é o planeta por excelência de esportistas e militares.

Lua aparece no mapa de escritores de ficçao.

Saturno é o que mais aparece entre cientistas (e nao Júpiter, como se poderia pensar).

Apesar de Gauquelin ter colocado sua descoberta como uma revoluçao, ela de fato apenas reflete as determinaçoes planetárias.

Discuti num post anterior sobre traços de personalidade essencias e superficiais. Nos experimentos Gauquelin existe a premissa de que os planetas influenciam na personalidade, e a personalidade influencia na escolha da profissao. Assim pessoas de características “marcianas”, como a competitividade, o desejo de conquista, a agressividade, escolhiam profissoes esportivas para poder dar vazao as suas necessidades e motivaçao.

Oras, como qualquer um que já esteve presente na hora que adolescentes decidem que vao prestar de vestibular, a escolha da profissao envolve todos os motivos possíveis, sendo a “adaptaçao à personalidade” um fator que geralmente nao é levado em consideraçao ! Para escapar dessa armadilha, Gauquelin usou o conceito de “exito” na profissao… assim, numa amostra de jornalistas quaisquer a relaçao de gauquelin nao é estatisticamente significante, mas ela é muito mais visível numa amostra de jornalistas que se destacam em seu campo.

A seguir algumas estatísticas que tirei do livro de Gauquelin… apenas um aviso, pois muitas pessoas se confundem com o palavreado confuso da estatística… Vamos definir antes a diferença entre frequência e probabilidade:

Vamos supor a seguinte estatística: no final de ano, a chance de um vôo estar lotado é de 80%

Note que isso Nao significa que o vôo está 80% lotado, e sim que, de cada 100 vôos, 80 estao lotados.

Do mesmo modo as estatísticas de Gauquelin todas tem probabilidades muito baixas (como 1 em um milhao), mostrando que elas nao poderiam ser causadas pelo acaso. Mas por outro lado as frequências dos astros nas populaçoes estudadas também é muito baixa.

Por exemplo, na primeira estatística abaixo, de 3647 médicos e cientistas, 724 nasceram logo depois que marte tinha nascido no horizonte, ou logo depois de sua culminaçao no céu. O número previsto por puro acaso seria de 626, ou seja, a diferença é mínima ! Mas como a amostra de Gauquelin era muito grande, o número se torna significativo, ou seja, a chance dessa diferença entre o teórico e o experimental, mesmo pequena, ter acontecido por acaso, é de apenas uma em 500.000..

Mais sobre isso no futuro. Acho que agora o mais conveniente é mostrar as estatísticas para que se tome contato com elas. Aqui abaixo é um trecho do livro de Gauquelin, sobre os planetas que favorecem o exito em cada profissao.
Planetas que favorecem o exito

De 3647 médicos y hombres de ciencia, 724 em lugar de 626 (número teórico calculado) nascieron después del paso de Marte por el horizonte de salida o por su culminación superior. No hay más que uma posibilidad entre 500.000 de que el azar sea la causa de tal excedente de nacimientos. De los mismos sabios, 704 en lugar de 598, nacieron después de la salida o la culminación de saturno. Probabilidades de azar, 1 entre 300.000

Em 2088 campeones deportivos, sólo marte domina, pero con una claridade estadística sorpreendente. Se le observa 452 veces en lugar de 358, en el momento de salida o de la culminación, lo que no deja a la casualidad más que una posibilidade entre 5 milliones

En 3438 militares célebres, Júpiter y Marte se encuentran preponderantemente en las zonas que siguen a la salida y la culminación, Júpiter, 703 veces en lugar de 572, y Marte, 680 en lugar de 590. Probabilidad de casualidad en uno y otro caso: menos de una en un millón.

En 1409 actores célebres, Júpiter aparece 283 veces en lugar de 235 en estas mismas regiones del cielo. Probabilidad de casualidad: 1 entre 1000

En 1003 políticos, júpiter totaliza 205 veces en lugar de 167. Probabilidad: 1 entre 100.

En 1352 escritores, la Luna es muy frecuente en los momentos que siguen a su salida y su culminación, pues se la observa 292 veces en lugar de 225, incidencia que el azar no puede permitirse más que una vez cada 100.000

En 903 periodistas, encontramos a Júpiter saliendo o culminando 185 veces en lugar de 150.5 (posibilidad del azar: 1 sobre 100)

Finalmente en 202 jefes de grandes empresas, Marte está presente después de la salida y la culminación 49 veces en lugar de 34.6 (probabilidad: 1 entre 200)

Tagged with:

Brasil é um país notório por viver em Guerra Civil encoberta. Matamos mais que o vietna, matamos mais que aqui em Colômbia, onde vivo, onde há guerra civil aberta e conhecida…

Mesmo no país onde nada funciona, sempre há motivos pra se ficar boquiaberto, como no episódio do apagao de 2001. Agora temos o apagao aéreo. Apesar de ser fácil prever que algo ia acontecer, duvido que algum astrólogo tenha dito “caos em aviaçao”. Por que “fácil” prever que “algo” ia acontecer ? Porque o último eclipse solar foi mais possante que a média, pois foi oposto ao ponto vernal (zero grau de áries) e passou por cima de terra brasilis.

Logo após o eclipse o vôo da Gol caiu e despertou a crise na aviaçao tupiniquim.mapaeclipsebrasil.JPG

O caos aumentou na véspera de natal, por fatores óbvios, mas também suspeito que o fato do Sol estar aspectando o ponto do eclipse auxiliou bastante. Como falar “depois do fato” nao vale nada, um critério para podermos ver se isso é válido é ver se o trânsito de marte sobre esse mesmo ponto, no dia 16-17 de janeiro, trará efeitos semelhantes, agravado por marte reger todas as coisas violentas.

Fora o eclipse, também temos a última conjunçao dos dois maléficos, marte e saturno, no signo de Leao. O grau dessa conjunçao está ativado por ser o ASC do ingresso solar de 2006, e o MC do ingresso 2007 e eclipse setembro 2006. Esses aspectos nao afetam apenas o Brasil, mas boa parte dos países da América, mas alguns fatores serao mais visíveis abaixo do Rio Grande.

Encontrei uma citaçao de Ali Ben Rangel – Sobre os presságios da Guerra, que confirma o poder de ter os maléficos angulares numa revoluçao solar…

Also, if Mars is in an angle, during the revolution of the year, war will happen according to the strength it has. And this will also happen if he should be in square to Saturn and Jupiter.”

No caso do ano de 2007, marte está num ângulo, em oposiçao a saturno.

And warning should be made on the Ascendant, the Moon and it’s rulers; and from there on, if the ruler of the Ascendant and the Moon should be during the revolution in the VI or in the VIII house unfavorable, it will portend sickness and death. “

A lua está na 6a casa da revoluçao.

In addition to this, if he should ever be direct and in Gemini and in his triplicity and in his trajectory, it signifies that these wars will be in favor of justice and just petitions.

Novamente parece o caso, pois marte estará em ângulo e em um signo da triplicidade de gemeos, aquario.

Como disse no início do post, somos um país de guerra civil nao declarada. Os episódios de violência mais explícita que começaram desde a última conjunçao dos maléficos nao deve acabar tao cedo.

Olá, pessoas.

O blog tem uma populaçao visitante que flutua entre 40 e 100 visitantes por dia. Obrigado aos leitores fiéis e flutuantes.

Estou saindo de férias hoje e só devo estar voltando dia 15 de janeiro. Mas como cortesia aos visitantes estou deixando alguns artigos prontos, e devem estar sendo liberados automaticamente um a cada dois dias mais ou menos.

Por favor deixe os comentários, mas respostas só sairao quando eu voltar.

Voy para Medellin, Cartagena y Barranquilla, terra de Shakira.

Saludos para todos

Yuzuru

Olá gente, sei que é um pouco de última hora, mas para o dia 5 de Janeiro tem um momento apropriado para se fazer um talisma de Júpiter, eleito pelo Christopher Warnock. Eu também tinha eleito um momento, mas agora perdi ele 🙂

Para que serve ?

Basicamente para todas as coisas jupiterianas: ganhos, honras, fertilidades, alegrias, boa convivência e paz com os amigos, etc. Também para ganhar favores ou conhecer pessoas jupiterianas (advogados, profissionais liberais, pessoas sábias, nobres…)

Quem NAO deve usar ?

Apesar do Christopher nao falar, algumas pessoas nao devem usar esse tipo de talismas, sao as pessoas que tem no mapa natal Júpiter em más posiçoes como por exemplo:

Júpiter na casa 6, 8 ou 12.

Júpiter em gêmeos, virgem ou capricórnio.

Júpiter em quadratura ou oposiçao com saturno ou marte.

Júpiter regendo as casas 6, 8 ou 12.

Júpiter retrógrado ou combusto (até 8 graus do sol).

Quem tem 2 ou 3 dessas condiçoes deve evitar usar esses talismas, dependendo da gravidade, e se nao há fatores que auxiliam.

Para Sao Paulo, o horário tem que ser modificado um pouco, dia 5 de janeiro, perto das 3:56 da manha para o começo, e mais alguns 15 minutos para terminar a cerimônia.

talismajupiter.JPG

O Warnock sugere uma figura que nao agradará a muitos por parecer com o imaginário católico do demônio… mas apenas desenhar num papel os símbolos de Júpiter, combinado com suas cores (azul, verde, roxo), seu metal (estanho) e mais outras coisas, já é mais que suficiente.

Tagged with:

Bem, back in business depois de uma semana sem escrever nada… pra quem estava aguardando ansiosamente, roendo as unhas, eu tenho uma boa desculpa… comprei o Final Fantasy 12 e ainda estou na 10a hora de jogo…

fogosartificio.jpg

Com todo mundo comemorando o ano novo, vale a pena lembrar que, astrologicamente, o ano se renova é em 21-22 de março com o ingresso do Sol em Áries. Acabamos de passar pelo solstício de capricórnio, data importante, mas menos que o ingresso em áries.

O Rodolfo escreveu no blog dele sobre o Lula e o ingresso de março de 2007. Bem, eu já tinha discutido com o Gerson Pelafsky sobre esse assunto, mas recomendo a leitura do post do Rodolfo antes de ler esse, porque estou mais agregando que partindo do zero.

O ponto principal nessa carta sao dois planetas conhecidos como “maléficos” em partes angulares (as mais fortes) da carta para o Brasil. Veja Saturno no topo da carta e marte na parte de baixo, fazendo uma oposiçao. A oposiçao é um dos aspectos mais conflituosos possível, ainda mais quando está dessa maneira, quase no seu ponto máximo.

ingresso2007.JPG

 Carta para o ingresso solar em 20 Mar 2007, para o Rio de Janeiro, 9 e 14 da noite.

 

 Para Ramesey, astrólogo da fase renascentista, os maléficos angulares traziam indicios de guerra. Infelizmente nao encontro a citaçao agora. Marte na casa 4 em um signo humano (aquário é humano – um homem com uma jarra) mostra derramamento de sangue entre as pessoas. Saturno, em mal estado, mostra que “sua natureza maléfica se espalhará por toda a naçao, que o rei se deslocará de um lugar para outro e que tomará muitas medidas más e tirânicas e imporá injustos e pesados impostos sobre as pessoas”. Essa interpretaçao parece ainda mais válida pois Saturno está conjunto o maléfico nodo sul, piorando ainda mais sua natureza.

O Gerson acredita principalmente em quebras quebras do MST, movimentos populares e centrais sindicais, porque marte rege a casa 6. Me parece que pode haver o surgimento de lideranças femininas. O Rodolfo aposta em atentado, o que nao me parece possível, pois marte é recebido por saturno, e nao tem domínio sobre as casas 12 (inimigos secretos) ou 9 (casa 12 do Rei). Nao vejo também possibilidade de crise diplomática, pois a relaçao de saturno com a 3 é mínima (apesar da estrela Algol na casa 7 das relaçoes exteriores). Também nao vejo possibilidade de Impeachment, pois a oposiçao está demasiado fraca para isso.

Nao sou especialista em mundana, essas sao apenas algumas especulaçoes. Mas, por estranho que pareça, o ano que vem deve ter um mínimo de crescimento econômico. Infelizmente, como sempre, a maior parte desse crescimento irá para Júpiter, o regente da casa 9 (países estrangeiros).

Essa é uma perguntinha difícil que me ocorreu, já que muitas delas nao tem definiçoes definidas. Mas pensei que seria interessante para os iniciantes, pois em geral pensam que a astrologia é um grande saco de gatos onde cabe tudo, pensamento esse que é alimentado pelos profissionais de segunda categoria que “entendem de tudo um pouco”…

Podemos dividir a astrologia de três maneiras diferentes: por cultura, por tempo, e por finalidade.

Culturas

Apesar de que você provavelmente vai encontrar na internet algum picareta dizendo que pratica astrologia maia ou celta, o fato é que qualquer astrologia que essas e muitas outras culturas praticavam se perdeu completamente. Os registros que temos dos babilônicos sao ridiculamente pequenos, e o mesmo vale pra todas as outras culturas. Mas a que temos mais presentes nos dias de hoje sao praticamente três: a astrologia ocidental, a chinesa e a védica (da India, também chamada yiotish).

Definir as diferenças entre as três seria um trabalho muito grande, impossível de colocar mesmo as partes mais básicas. Por exemplo o sistema de signos é diferente nas três. A astrologia ocidental baseia seus signos no equinócio de áries. A chinesa (zi wei do shu) utiliza mais o solstício de capricórnio, mas o signo de rato começa 15 dias antes do solstício. Além disso, os chineses utilizam quase que apenas pontos imaginários em sua astrologia. A védica utiliza um sistema baseado em estrelas fixas, mas qual estrela depende da regiao da India.

Por tempo

Ao longo tempo, a astrologia ocidental nao foi definida por uma unidade, e sim por um povo que, num tempo específico, foi o mais representativo do seu desenvolvimento. Através das eras acredito que os povos mais importantes para a astrologia ocidental foram os babilônicos, os gregos, romanos, árabes, medievalistas europeus, os renascentistas, e os modernos.

As sementes da astrologia vieram de lugares tao distantes quanto babilônia, egito, pérsia e índia para a grécia e roma. Quem se lembra das aulas de história sabe que, depois da queda de Roma, muito do conhecimento helenístico só foi preservado graças aos árabes, que depois repassaram esses conhecimentos aos europeus, mas obviamente junto com suas próprias criaçoes, criando uma cultura nova da astrologia medieval européia.

Esses conhecimentos foram alterados na renascença por dois motivos principais: o preconceito contra os árabes e a tentativa de expurgar as “tolices dos mouros”, baseando-se nos escritos de ptolomeu; e segundo pela novo espirito científico de basear-se no empírico e desprezar o antigo, criando uma cultura de perpétuo revisionismo.

A decadência astrológica se acentua ainda mais após a renascença, chegando ao quase desaparecimento no século 19, até ser retrazida à moda de uma forma muito diferente, que chamamos de astrologia moderna ou contemporânea. Alguns dos fatores que contribuiram para a criaçao dessa nova astrologia, focada apenas no “ser psicológico” foram a destruiçao dos conhecimentos antigos e suas técnicas de prediçao; a proibiçao em muitos países anglosaxoes dos videntes e de qualquer prática que prometesse prever o futuro; da possibilidade de se criar consultas padronizadas para milhares de clientes com revistas, manuais e, depois, com computadores. Esses e outros fatores fizeram com que a astrologia se distanciasse cada vez mais da previsao do futuro e fosse para as estantes de auto ajuda e “crescimento espiritual”.

Por finalidade

Os iniciantes em geral acham que só existe uma astrologia: a que fala sobre a personalidade das pessoas. Essa é chamada astrologia natal, e sob o ponto de vista dos modernos. Mas há toda uma gama de outras técnicas disponíveis. Por exemplo, nesse blog, os tópicos mais vistos sao quase sempre aqueles que falam sobre o tema personalidade, mesmo a astrologia tendo o potencial de falar sobre muito mais coisas… por exemplo:

Interrogaçoes – podem ser de três tipos:

Cartas de eventos – vemos algum evento passado e procuramos algum tipo de explicaçao ou consequencia para nossa vida presente ou futura.

Horária – é uma carta de uma pergunta feita ao astrólogo, parecido portanto com o tarot ou i ching. Por exemplo se pergunta “eu e fulano/sicrana vamos ficar juntos” e o astrólogo busca a resposta apenas para essa pergunta (e nao por exemplo para isso e para a situaçao financeira do outro ano e mais o diabo a quatro que passe pela cabeça da pessoa).

Eletiva – Nao é muito útil apenas saber o futuro e nao poder alterá-lo, para isso existe a astrologia eletiva, a arte de eleger os melhores momentos para uma determinada atividade.

Natal – Todas as formas de astrologia que estudam a carta do nascimento de uma pessoa. Em geral os iniciantes pensam que isso é restrito à personalidade. Isso é uma mentira. Essas cartas trazem informaçao sobre todos os aspectos da vida, inclusive dinheiro, casamento, etc.

Mundana – ou astrologia “Munda” ou ainda “Mundial”. Ela fala dos eventos públicos, das eleiçoes, dos grandes desastres, etc.

Ainda temos sub-especializaçoes, como por exemplo a astrologia médica e a mágica

Médica:

decumbituras – sao cartas de evento específicas para o momento que uma pessoa ficou doente, e diz o resultado da doença.

análise médica da carta natal – ver uma carta natal e descobrir seus problemas de saúde mais básicos, sugerindo uma dieta e ervas adequadas para evitá-los.

Astrologia Mágica:

Eleiçao de rituais – escolher um momento adequado para se realizar um ritual de magia. Por exemplo, escolher a hora e dia de júpiter para um ritual de trazer dinheiro.

Talismas – é mais específico, se escolhe um momento para se construir um talisma mágico, com as energias específicas de um planeta. Um talisma de júpiter traria energias relativas a dinheiro, por exemplo.

Caridade astrológica: suponha que você tenha um horrível Saturno na sua carta. Ao invés de criar um talisma, que só iria ativá-lo, é melhor fazer uma prática chamada caridade: dê um presente de saturno (por exemplo algo feito de couro ou muito antigo) para uma pessoa de saturno (velhos, mendigos, etc) no dia de saturno (sábado) em sua hora (variável).

Espero que tenha dado pra ver que existe muito mais na astrologia, principalmente na tradicional, do que questoes fúteis do estilo “eu sou de Leao e meu namorado é de Aquário, será que a gente combina ?”.

Tagged with: ,

007

Com o vigésimo filme da Franquia 007, achei que seria curioso discutir a relaçao entre o 007 e a astrologia, coisa que pouca gente sabe.

Antes que alguém pergunte, nao, eu nao vou fazer a carta do “nascimento de 007”, da ediçao do primeiro livro, ou discutir “qual é o signo de M ou de Goldeneye”. Nao. O que acontece é que, apesar de James Bond ser um personagem de ficçao, supostamente “007” seria real, um agente secreto que trabalhou para a rainha Elizabeth da Inglaterra.

Astrologia e a realeza

A conexao de astrólogos e a realeza é coisa bem antiga. É de se pensar que, nos tempos antigos, praticamente os únicos que poderiam pagar os serviços de um astrólog full time seriam a realeza e um ou outro nobre. O serviço do astrólogo tinha que ser altamente específico e exato, sob o risco de fugir no meio da noite ou perder a cabeça…

livro-espanol.jpg

Por exemplo, Getúlio Bittencourt em seu livro “À luz do céu profundo” conta sobre o papel da astrologia na história:

O historiador Frederick Cramer considera que a astrologia foi de fato “o poder por trás do trono imperial” em Roma, nos 140 anos que vão da morte de Júlio César à de Domitian.9 Não por acaso, os astrólogos que serviram à
oposição foram freqüentemente assassinados. Por volta do século VIII, a astrologia árabe também florescia nas cortes, or exemplo, do califa de Bagdá, Almanzor. Ele convocou dois astrólogos, o famoso judeu Messahallah e seu mais obscuro colega Naubajta, para escolher hora de fundação da moderna cidade de Bagdá.

Outro astrólogo que teve muita influência na Europa foi Guido Bonatti, que foi conselheiro real e militar, escrevendo um tratado sobre a astrologia da Guerra, e tendo a honra de ter sido condenado por Dante a um dos círculos do Inferno pelo pecado de prever o futuro ! (quem dúvida que procure na Divina Comédia).

Justamente na introduçao de sua ediçao desse texto o astrólogo Robert Zoller comenta como até mesmo no papado se sentiu a influência de astrólogos, citando o interesse de Silvestre II e Paulo III. Um dado interessante citado por Zoller é que Luca Gaurico previu a ascensao de Paulo III ao papado e acabou ganhou um bispado, e logo depois foi ele que, através da astrologia eletiva (ou seja, a astrologia que elege o melhor momento para se começar algum empreendimento) escolheu o momento de se começar as obras da catedral de Sao Pedro para a “terceira restauraçao da cidade”. Segundo Andre Barbault, o próprio Bonatti foi protegido do papa Martino IV. Na atualidade merece destaque a questao dos “astrólogo de Hitler” que Barbault considera mais um mito que uma realidade.

O mago John Dee

john_dee.jpgMas com certeza, um dos astrólogos que tiveram mais impacto nos tempos modernos foi John Dee, mago inglês que foi conselheiro da Rainha Elizabeth. Suspeita-se que Dee foi um espiao de Elizabeth durante a guerra da Espanha, assinando suas cartas como 007 e pondo no topo das cartas o famoso “for your eyes only”, fato que teria inspirado Ian Fleming.

Na verdade a contribuiçao astrológica mais importante de Dee provavelmente foi a escolha do momento adequado para a coroaçao de Elizabeth. Nunca se pode saber como a história teria sido sem a eleiçao, mas ela provavelmente foi bem sucedida, pois o governo de Elizabeth foi extremamente bem sucedido comparado com seus anteriores e também com vários sucessores.

Como última curiosidade, John Dee tem outra apariçao no mundo pop… é o nome de um supervilao com o poder de manipular os sonhos e que enfrenta regularmente a Liga da Justiça nos quadrinhos. Sua apariçao mais memorável foi em Sandman, quando matou várias pessoas numa lanchonete, quando os dois brigam por seu rubi de poder.

john dee

John Dee em sua apariçao em Sandman

dr_destiny_justice_league.jpg

John Dee (Dr. Destiny) no desenho da Liga da Justiça

Tagged with:

Você nao achou realmente que eu ia ficar atualizando o blog no natal com coisa séria, né ? Ou pior ainda, com mensagenzinha de “feliz natal pra todos”… como natal é, por definiçao, época de melancolia e terríveis músicas, eu, como saudosista assumido dos anos 80, coloquei aqui um monte de música que tenho certeza que você ouviu, mas nao faz a menor idéia de quem canta.

Asia – Heat of the Moment.

Tommy Tutone – 867-5309 (Jenny)

The Human League – Don’t You Want Me

Steve Miller – Abracadabra

I Ran (So Far Away) ~ A Flock of Seagulls

Dexy’s Midnight Runners – Come On Eileen

Alan Parson’s Project – Don’t Answer Me
[

Você nao achou realmente que eu ia ficar atualizando o blog no natal com coisa séria, né ? Ou pior ainda, com mensagenzinha de “feliz natal pra todos”… como natal é, por definiçao, época de melancolia e terríveis músicas, eu, como saudosista assumido dos anos 80, coloquei aqui um monte de música que tenho certeza que você ouviu, mas nao faz a menor idéia de quem canta.

Asia – Heat of the Moment.

Tommy Tutone – 867-5309 (Jenny)

The Human League – Don’t You Want Me

Steve Miller – Abracadabra

I Ran (So Far Away) ~ A Flock of Seagulls

Dexy’s Midnight Runners – Come On Eileen

Alan Parson’s Project – Don’t Answer Me

Duran Duran – Hungry Like The Wolf

Espero que se divirtam enquanto os outros ouvem cançoes xumbrega de natal !

Hoje, véspera de natal, é bom comentar sobre a data natalina. Bem, apesar da nossa época mais consumista, onde 9 entre cada 10 crianças crê que o natal foi o nascimento de Papai Noel, ainda temos que ouvir muita liturgia natalina de paz e amor na Terra, o que em geral desagrada as pessoas de temperamento mais cítrico, que tem baixa tolerância ao excesso de açucar no ar.papai noel

No entanto, apesar de um ou outro desavisado, é fato razoavelmente aceito sem polêmica hoje em dia que Cristo nao nasceu no dia 25 de Dezembro (e também nao nasceu no Ano 1). Entao o que exatamente estamos comemorando ? Na verdade, na data de 25 de Dezembro, ou mais exatamente no 21-22 de Dezembro ocorre um fenômeno muito importante chamado Solstício de Capricórnio. É o dia em que o Sol entra no signo de capricórnio. Enquanto escrevo esse texto, o Sol já está no primeiro grau mais ou menos.

Por que comemoramos essa data como o nascimento de Cristo ? Bem, as teorias que ouvi falar sao de que o antigo cristianismo achou estratégico pegar as datas pagas, que comemoravam os antigos deuses, e usar para celebrar o seu próprio, e assim arregimentar mais fiéis ou desmoralizar os antigos crentes.

Essas datas sao muito importantes em quase toda cultura. Os chineses usam esse solstício para (aproximadamente) marcar o signo de rato. Para os celtas a data era chamada de Yule, e marcava o nascimento do deus Sol. Os indios colombianos chicsas já marcavam com estátuas em formato de pênis os equinócios e solstícios como há tres mil anos atrás. Esse e mais detalhes coloquei no artigo de Astrologia e Trigonometria.

No hemisfério norte, é o dia mais curto do ano, para o hemisfério sul é o dia mais longo, isso porque o Sol está com sua máxima declinaçao para o Sul. Em astrologia os dois solstícios e os dois equinócios eram importantes, mas tradicionalmente o equinócio de Ariés era o mais importante de todos. Somente se fazia a carta dos outros três ingressos dependendo do signo ascendente do ingresso em áries.

Ascendente em signo fixo – se usa apenas a carta do ingresso em áries

Ascendente em signo dual – se usam as cartas do ingresso em áries e Libra

Ascendente em signo cardinal – se usam as quatro cartas, dos equinócios (áries e libra) e dos solstícios (câncer e capricórnio).

Por exemplo, no nosso caso brasileiro para o ano de 2006, a carta do ingresso de Março de 2006 dá um ascendente em signo fixo, Leao. Entao apenas uma carta é necessária. Esse é o mesmo caso dos States, entao nossos amigos gringos nao precisam ver o ingresso de capricórnio para ver os próximos meses. Mas descobri um país que sim, viva, e esse país é Cuba, que vem justamente passando por uma transiçao gigantesca, agora que Fidel passa a tocha para seu irmao !

Assim, logo que terminar outros posts que prometi, vou tentar delinear uma carta mundana para Cuba e o ingresso em Capricórnio !

Happy Yule para todos os Celtas que lêem esse blog !

Datas das festas célticas/wicca

Imbolc: 2 de Fevereiro
Ostara: 21 de Março aprox. – equinócio Áries
Beltane: 1 de Maio
Litha: 21 de Junho aprox. – solstício Cancer
Lammas: 1 de Agosto
Mabon: 23 de Setembro aprox.- equinócio Libra
Samhaim: 31 de Octubro – Dia das bruxas, Finados     Yule: 21 de Diciembro aprox. – Solstício Capricórnio

Essa é uma pergunta que frequentemente aparece nos fórums de astrologia, junto em geral com perguntas sobre o “13o signo”, etc. A premissa é a seguinte, o zodiaco foi inventado por povos do hemisfério norte, e o zodíaco tem correlaçao com as estaçoes do hemisfério norte. Como as estaçoes no hemisfério norte sao invertidas com as do Sul, deveríamos portanto também inverter a ordem dos signos aqui no Sul. Assim, quem nasceu em Gêmeos seria na verdade um sagitáriano, etc.

Há dois problemas que eu vejo como sendo a origem dessas teorias que estao sempre surgindo:

1 – a astrologia, como em quase todo campo hoje em dia, está sujeito à uma busca de modismo muito grande. Qualquer um com qualquer teoria é levado à sério antes de se pensar sequer se o que ele fala realmente é uma novidade, quanto mais se é verdadeiro. As pessoas valorizam apenas a novidade, como se tivesse algo errado com o antigo e tivessemos que procurar algo melhor, nao importa o que, nem a que custo, o vaso sempre tem que ser consertado.

2 – as pessoas tem um conhecimento que valoriza muito o superficial, o empírico, e o discursivo. Conheço um MONTE de gente que faz discursos gigantescos, mostrando seus conhecimentos fantásticos sobre um tema (pode ser astrologia, administraçao, educaçao, etc.) mas é incapaz de FAZER algo que demonstre todo esse conhecimento. Nesse ponto temos que ser pragmáticos (de que adianta citar ptolomeu e nao saber interpretar um mapa ?) sem cair no entanto no empirismo. O empirismo sempre é superficial: as amostras sempre sao pequenas demasiado, os experimentos sempre sao falhos e a subjetividade está presente em tudo, por isso a pior prova de todas é a famosa “na minha experiência funciona”. Ora, se uma coisa funciona deveria ser na experiência de mais de uma pessoa ! Para sair desse superficialismo é muito importante perceber quais sao as fundamentaçoes da astrologia, e que tipo de mudança conceitual podemos fazer nela.

Vamos ver como isso se aplica ao problema da inversao dos signos do zodiaco. O primeiro problema em qualquer argumentaçao é saber se ela fala de “dentro do discurso” ou “de fora”. Se eu falo de “dentro” do discurso da astrologia, eu estou aceitando uma série de premissas, por exemplo, que a astrologia existe, pode fazer uma série de previsoes, etc, sao coisas tomadas como certezas que nao exigem comprovaçao. Se eu falo de “fora”, todas essas premissas para mim sao falsas ou tem que ser provadas com argumentos.

Pensemos por um momento e note que esse argumento da inversao dos signos nao é compatível com a premissa de que a astrologia funciona: a astrologia existe há milhares de anos, e há séculos praticada por aqui e ninguém no hemisfério sul percebeu essa inversao ! Veja a incompetência ! Claro, sempre pode haver discordâncias entre especialistas, escolas de interpretaçao, etc, mas caso os signos fossem invertidos, todos os astrólogos do hemisfério sul estariam fazendo previsoes falsas. Ou seja, o argumento da inversao dos signos na verdade é um argumento CONTRA a astrologia, um sofisma que tenta convencer pela ridicularizaçao. Oras, o fato é que temos astrólogos defendendo uma teoria que é frequentemente usada para ridicularizar a astrologia !

Tenho certeza que há muita gente bem intencionada que investiga isso seriamente, mas o problema é que a hipótese principal é contrária a premissa que suporta o paradigma. E o pior é quando perguntamos isso temos a resposta “na minha experiência funciona”, o que pode ser interpretado como “todos vocês sao estúpidos, menos eu”.

Como segundo ponto, temos que investigar as bases das teorias que criaram o zodíaco. Nao há dúvida que parte das associaçoes dos signos sao referentes às estaçoes do ano no hemisfério todo. Mas essas nao sao as únicas associaçoes que construíram o zodíaco. Por exemplo, a estaçao da primavera foi atribuída o elemento ar “quente e úmido”, mas é absurdo você realmente achar que isso é porque o clima durante esse período tem exatamente essa característica… muitas das atribuiçoes sao segundo ordens arbitrárias. Por exemplo, ao início da primaverda (áries) foi atribuído o elemento fogo (quente e seco), já no seguinte mês o elemento é terra (frio e seco). Quero ver alguém demonstrar que o mês a partir de 22 de abril fica subitamente frio…

O mesmo acontece no Feng Shui. Bastou um australiano metido a gênio escrever um livro defendendo a inversao do bá-gua para o hemisfério sul, e toda uma moda se criou, esquecendo-se que o feng shui nao é baseado apenas nas estaçoes, mas também no campo magnético da terra.

No caso específico da astrologia, existe algo chamado declinaçao. A declinaçao é a altura aparente do sol em relaçao ao horizonte. No dia de hoje (22 de dezembro) o sol está entrando no signo de capricórnio, e quem estiver exatamente sobre o Trópico de Capricórnio verá o sol a pico, bem em cima de sua cabeça. E, como você pode ver no mapa abaixo, o trópico de capricórnio está ao sul.

worldmap.jpg

Você pode falar “mas entao é só mudar o nome do trópico”, mas esse nao é o problema real. O que quero mostrar é que capricórnio está essencialmente conectado com a direçao sul. Na astrologia horária, por exemplo, o significador de um objeto perdido que esteja em capricórnio orienta o astrólogo para a direçao sul…

E, um último problema para os pobres que, como eu, estao quase que exatemente NO equador ? Qual dos dois zodíacos utilizamos ? Pois uma pessoa exatamente no equador poderia entao trocar de zodíaco com um único passo…

Tagged with:
%d bloggers like this: