Olá gente, sei que é um pouco de última hora, mas para o dia 5 de Janeiro tem um momento apropriado para se fazer um talisma de Júpiter, eleito pelo Christopher Warnock. Eu também tinha eleito um momento, mas agora perdi ele 🙂

Para que serve ?

Basicamente para todas as coisas jupiterianas: ganhos, honras, fertilidades, alegrias, boa convivência e paz com os amigos, etc. Também para ganhar favores ou conhecer pessoas jupiterianas (advogados, profissionais liberais, pessoas sábias, nobres…)

Quem NAO deve usar ?

Apesar do Christopher nao falar, algumas pessoas nao devem usar esse tipo de talismas, sao as pessoas que tem no mapa natal Júpiter em más posiçoes como por exemplo:

Júpiter na casa 6, 8 ou 12.

Júpiter em gêmeos, virgem ou capricórnio.

Júpiter em quadratura ou oposiçao com saturno ou marte.

Júpiter regendo as casas 6, 8 ou 12.

Júpiter retrógrado ou combusto (até 8 graus do sol).

Quem tem 2 ou 3 dessas condiçoes deve evitar usar esses talismas, dependendo da gravidade, e se nao há fatores que auxiliam.

Para Sao Paulo, o horário tem que ser modificado um pouco, dia 5 de janeiro, perto das 3:56 da manha para o começo, e mais alguns 15 minutos para terminar a cerimônia.

talismajupiter.JPG

O Warnock sugere uma figura que nao agradará a muitos por parecer com o imaginário católico do demônio… mas apenas desenhar num papel os símbolos de Júpiter, combinado com suas cores (azul, verde, roxo), seu metal (estanho) e mais outras coisas, já é mais que suficiente.

Tagged with:

Bem, back in business depois de uma semana sem escrever nada… pra quem estava aguardando ansiosamente, roendo as unhas, eu tenho uma boa desculpa… comprei o Final Fantasy 12 e ainda estou na 10a hora de jogo…

fogosartificio.jpg

Com todo mundo comemorando o ano novo, vale a pena lembrar que, astrologicamente, o ano se renova é em 21-22 de março com o ingresso do Sol em Áries. Acabamos de passar pelo solstício de capricórnio, data importante, mas menos que o ingresso em áries.

O Rodolfo escreveu no blog dele sobre o Lula e o ingresso de março de 2007. Bem, eu já tinha discutido com o Gerson Pelafsky sobre esse assunto, mas recomendo a leitura do post do Rodolfo antes de ler esse, porque estou mais agregando que partindo do zero.

O ponto principal nessa carta sao dois planetas conhecidos como “maléficos” em partes angulares (as mais fortes) da carta para o Brasil. Veja Saturno no topo da carta e marte na parte de baixo, fazendo uma oposiçao. A oposiçao é um dos aspectos mais conflituosos possível, ainda mais quando está dessa maneira, quase no seu ponto máximo.

ingresso2007.JPG

 Carta para o ingresso solar em 20 Mar 2007, para o Rio de Janeiro, 9 e 14 da noite.

 

 Para Ramesey, astrólogo da fase renascentista, os maléficos angulares traziam indicios de guerra. Infelizmente nao encontro a citaçao agora. Marte na casa 4 em um signo humano (aquário é humano – um homem com uma jarra) mostra derramamento de sangue entre as pessoas. Saturno, em mal estado, mostra que “sua natureza maléfica se espalhará por toda a naçao, que o rei se deslocará de um lugar para outro e que tomará muitas medidas más e tirânicas e imporá injustos e pesados impostos sobre as pessoas”. Essa interpretaçao parece ainda mais válida pois Saturno está conjunto o maléfico nodo sul, piorando ainda mais sua natureza.

O Gerson acredita principalmente em quebras quebras do MST, movimentos populares e centrais sindicais, porque marte rege a casa 6. Me parece que pode haver o surgimento de lideranças femininas. O Rodolfo aposta em atentado, o que nao me parece possível, pois marte é recebido por saturno, e nao tem domínio sobre as casas 12 (inimigos secretos) ou 9 (casa 12 do Rei). Nao vejo também possibilidade de crise diplomática, pois a relaçao de saturno com a 3 é mínima (apesar da estrela Algol na casa 7 das relaçoes exteriores). Também nao vejo possibilidade de Impeachment, pois a oposiçao está demasiado fraca para isso.

Nao sou especialista em mundana, essas sao apenas algumas especulaçoes. Mas, por estranho que pareça, o ano que vem deve ter um mínimo de crescimento econômico. Infelizmente, como sempre, a maior parte desse crescimento irá para Júpiter, o regente da casa 9 (países estrangeiros).

Essa é uma perguntinha difícil que me ocorreu, já que muitas delas nao tem definiçoes definidas. Mas pensei que seria interessante para os iniciantes, pois em geral pensam que a astrologia é um grande saco de gatos onde cabe tudo, pensamento esse que é alimentado pelos profissionais de segunda categoria que “entendem de tudo um pouco”…

Podemos dividir a astrologia de três maneiras diferentes: por cultura, por tempo, e por finalidade.

Culturas

Apesar de que você provavelmente vai encontrar na internet algum picareta dizendo que pratica astrologia maia ou celta, o fato é que qualquer astrologia que essas e muitas outras culturas praticavam se perdeu completamente. Os registros que temos dos babilônicos sao ridiculamente pequenos, e o mesmo vale pra todas as outras culturas. Mas a que temos mais presentes nos dias de hoje sao praticamente três: a astrologia ocidental, a chinesa e a védica (da India, também chamada yiotish).

Definir as diferenças entre as três seria um trabalho muito grande, impossível de colocar mesmo as partes mais básicas. Por exemplo o sistema de signos é diferente nas três. A astrologia ocidental baseia seus signos no equinócio de áries. A chinesa (zi wei do shu) utiliza mais o solstício de capricórnio, mas o signo de rato começa 15 dias antes do solstício. Além disso, os chineses utilizam quase que apenas pontos imaginários em sua astrologia. A védica utiliza um sistema baseado em estrelas fixas, mas qual estrela depende da regiao da India.

Por tempo

Ao longo tempo, a astrologia ocidental nao foi definida por uma unidade, e sim por um povo que, num tempo específico, foi o mais representativo do seu desenvolvimento. Através das eras acredito que os povos mais importantes para a astrologia ocidental foram os babilônicos, os gregos, romanos, árabes, medievalistas europeus, os renascentistas, e os modernos.

As sementes da astrologia vieram de lugares tao distantes quanto babilônia, egito, pérsia e índia para a grécia e roma. Quem se lembra das aulas de história sabe que, depois da queda de Roma, muito do conhecimento helenístico só foi preservado graças aos árabes, que depois repassaram esses conhecimentos aos europeus, mas obviamente junto com suas próprias criaçoes, criando uma cultura nova da astrologia medieval européia.

Esses conhecimentos foram alterados na renascença por dois motivos principais: o preconceito contra os árabes e a tentativa de expurgar as “tolices dos mouros”, baseando-se nos escritos de ptolomeu; e segundo pela novo espirito científico de basear-se no empírico e desprezar o antigo, criando uma cultura de perpétuo revisionismo.

A decadência astrológica se acentua ainda mais após a renascença, chegando ao quase desaparecimento no século 19, até ser retrazida à moda de uma forma muito diferente, que chamamos de astrologia moderna ou contemporânea. Alguns dos fatores que contribuiram para a criaçao dessa nova astrologia, focada apenas no “ser psicológico” foram a destruiçao dos conhecimentos antigos e suas técnicas de prediçao; a proibiçao em muitos países anglosaxoes dos videntes e de qualquer prática que prometesse prever o futuro; da possibilidade de se criar consultas padronizadas para milhares de clientes com revistas, manuais e, depois, com computadores. Esses e outros fatores fizeram com que a astrologia se distanciasse cada vez mais da previsao do futuro e fosse para as estantes de auto ajuda e “crescimento espiritual”.

Por finalidade

Os iniciantes em geral acham que só existe uma astrologia: a que fala sobre a personalidade das pessoas. Essa é chamada astrologia natal, e sob o ponto de vista dos modernos. Mas há toda uma gama de outras técnicas disponíveis. Por exemplo, nesse blog, os tópicos mais vistos sao quase sempre aqueles que falam sobre o tema personalidade, mesmo a astrologia tendo o potencial de falar sobre muito mais coisas… por exemplo:

Interrogaçoes – podem ser de três tipos:

Cartas de eventos – vemos algum evento passado e procuramos algum tipo de explicaçao ou consequencia para nossa vida presente ou futura.

Horária – é uma carta de uma pergunta feita ao astrólogo, parecido portanto com o tarot ou i ching. Por exemplo se pergunta “eu e fulano/sicrana vamos ficar juntos” e o astrólogo busca a resposta apenas para essa pergunta (e nao por exemplo para isso e para a situaçao financeira do outro ano e mais o diabo a quatro que passe pela cabeça da pessoa).

Eletiva – Nao é muito útil apenas saber o futuro e nao poder alterá-lo, para isso existe a astrologia eletiva, a arte de eleger os melhores momentos para uma determinada atividade.

Natal – Todas as formas de astrologia que estudam a carta do nascimento de uma pessoa. Em geral os iniciantes pensam que isso é restrito à personalidade. Isso é uma mentira. Essas cartas trazem informaçao sobre todos os aspectos da vida, inclusive dinheiro, casamento, etc.

Mundana – ou astrologia “Munda” ou ainda “Mundial”. Ela fala dos eventos públicos, das eleiçoes, dos grandes desastres, etc.

Ainda temos sub-especializaçoes, como por exemplo a astrologia médica e a mágica

Médica:

decumbituras – sao cartas de evento específicas para o momento que uma pessoa ficou doente, e diz o resultado da doença.

análise médica da carta natal – ver uma carta natal e descobrir seus problemas de saúde mais básicos, sugerindo uma dieta e ervas adequadas para evitá-los.

Astrologia Mágica:

Eleiçao de rituais – escolher um momento adequado para se realizar um ritual de magia. Por exemplo, escolher a hora e dia de júpiter para um ritual de trazer dinheiro.

Talismas – é mais específico, se escolhe um momento para se construir um talisma mágico, com as energias específicas de um planeta. Um talisma de júpiter traria energias relativas a dinheiro, por exemplo.

Caridade astrológica: suponha que você tenha um horrível Saturno na sua carta. Ao invés de criar um talisma, que só iria ativá-lo, é melhor fazer uma prática chamada caridade: dê um presente de saturno (por exemplo algo feito de couro ou muito antigo) para uma pessoa de saturno (velhos, mendigos, etc) no dia de saturno (sábado) em sua hora (variável).

Espero que tenha dado pra ver que existe muito mais na astrologia, principalmente na tradicional, do que questoes fúteis do estilo “eu sou de Leao e meu namorado é de Aquário, será que a gente combina ?”.

Tagged with: ,

007

Com o vigésimo filme da Franquia 007, achei que seria curioso discutir a relaçao entre o 007 e a astrologia, coisa que pouca gente sabe.

Antes que alguém pergunte, nao, eu nao vou fazer a carta do “nascimento de 007”, da ediçao do primeiro livro, ou discutir “qual é o signo de M ou de Goldeneye”. Nao. O que acontece é que, apesar de James Bond ser um personagem de ficçao, supostamente “007” seria real, um agente secreto que trabalhou para a rainha Elizabeth da Inglaterra.

Astrologia e a realeza

A conexao de astrólogos e a realeza é coisa bem antiga. É de se pensar que, nos tempos antigos, praticamente os únicos que poderiam pagar os serviços de um astrólog full time seriam a realeza e um ou outro nobre. O serviço do astrólogo tinha que ser altamente específico e exato, sob o risco de fugir no meio da noite ou perder a cabeça…

livro-espanol.jpg

Por exemplo, Getúlio Bittencourt em seu livro “À luz do céu profundo” conta sobre o papel da astrologia na história:

O historiador Frederick Cramer considera que a astrologia foi de fato “o poder por trás do trono imperial” em Roma, nos 140 anos que vão da morte de Júlio César à de Domitian.9 Não por acaso, os astrólogos que serviram à
oposição foram freqüentemente assassinados. Por volta do século VIII, a astrologia árabe também florescia nas cortes, or exemplo, do califa de Bagdá, Almanzor. Ele convocou dois astrólogos, o famoso judeu Messahallah e seu mais obscuro colega Naubajta, para escolher hora de fundação da moderna cidade de Bagdá.

Outro astrólogo que teve muita influência na Europa foi Guido Bonatti, que foi conselheiro real e militar, escrevendo um tratado sobre a astrologia da Guerra, e tendo a honra de ter sido condenado por Dante a um dos círculos do Inferno pelo pecado de prever o futuro ! (quem dúvida que procure na Divina Comédia).

Justamente na introduçao de sua ediçao desse texto o astrólogo Robert Zoller comenta como até mesmo no papado se sentiu a influência de astrólogos, citando o interesse de Silvestre II e Paulo III. Um dado interessante citado por Zoller é que Luca Gaurico previu a ascensao de Paulo III ao papado e acabou ganhou um bispado, e logo depois foi ele que, através da astrologia eletiva (ou seja, a astrologia que elege o melhor momento para se começar algum empreendimento) escolheu o momento de se começar as obras da catedral de Sao Pedro para a “terceira restauraçao da cidade”. Segundo Andre Barbault, o próprio Bonatti foi protegido do papa Martino IV. Na atualidade merece destaque a questao dos “astrólogo de Hitler” que Barbault considera mais um mito que uma realidade.

O mago John Dee

john_dee.jpgMas com certeza, um dos astrólogos que tiveram mais impacto nos tempos modernos foi John Dee, mago inglês que foi conselheiro da Rainha Elizabeth. Suspeita-se que Dee foi um espiao de Elizabeth durante a guerra da Espanha, assinando suas cartas como 007 e pondo no topo das cartas o famoso “for your eyes only”, fato que teria inspirado Ian Fleming.

Na verdade a contribuiçao astrológica mais importante de Dee provavelmente foi a escolha do momento adequado para a coroaçao de Elizabeth. Nunca se pode saber como a história teria sido sem a eleiçao, mas ela provavelmente foi bem sucedida, pois o governo de Elizabeth foi extremamente bem sucedido comparado com seus anteriores e também com vários sucessores.

Como última curiosidade, John Dee tem outra apariçao no mundo pop… é o nome de um supervilao com o poder de manipular os sonhos e que enfrenta regularmente a Liga da Justiça nos quadrinhos. Sua apariçao mais memorável foi em Sandman, quando matou várias pessoas numa lanchonete, quando os dois brigam por seu rubi de poder.

john dee

John Dee em sua apariçao em Sandman

dr_destiny_justice_league.jpg

John Dee (Dr. Destiny) no desenho da Liga da Justiça

Tagged with:

Você nao achou realmente que eu ia ficar atualizando o blog no natal com coisa séria, né ? Ou pior ainda, com mensagenzinha de “feliz natal pra todos”… como natal é, por definiçao, época de melancolia e terríveis músicas, eu, como saudosista assumido dos anos 80, coloquei aqui um monte de música que tenho certeza que você ouviu, mas nao faz a menor idéia de quem canta.

Asia – Heat of the Moment.

Tommy Tutone – 867-5309 (Jenny)

The Human League – Don’t You Want Me

Steve Miller – Abracadabra

I Ran (So Far Away) ~ A Flock of Seagulls

Dexy’s Midnight Runners – Come On Eileen

Alan Parson’s Project – Don’t Answer Me
[

Você nao achou realmente que eu ia ficar atualizando o blog no natal com coisa séria, né ? Ou pior ainda, com mensagenzinha de “feliz natal pra todos”… como natal é, por definiçao, época de melancolia e terríveis músicas, eu, como saudosista assumido dos anos 80, coloquei aqui um monte de música que tenho certeza que você ouviu, mas nao faz a menor idéia de quem canta.

Asia – Heat of the Moment.

Tommy Tutone – 867-5309 (Jenny)

The Human League – Don’t You Want Me

Steve Miller – Abracadabra

I Ran (So Far Away) ~ A Flock of Seagulls

Dexy’s Midnight Runners – Come On Eileen

Alan Parson’s Project – Don’t Answer Me

Duran Duran – Hungry Like The Wolf

Espero que se divirtam enquanto os outros ouvem cançoes xumbrega de natal !

Hoje, véspera de natal, é bom comentar sobre a data natalina. Bem, apesar da nossa época mais consumista, onde 9 entre cada 10 crianças crê que o natal foi o nascimento de Papai Noel, ainda temos que ouvir muita liturgia natalina de paz e amor na Terra, o que em geral desagrada as pessoas de temperamento mais cítrico, que tem baixa tolerância ao excesso de açucar no ar.papai noel

No entanto, apesar de um ou outro desavisado, é fato razoavelmente aceito sem polêmica hoje em dia que Cristo nao nasceu no dia 25 de Dezembro (e também nao nasceu no Ano 1). Entao o que exatamente estamos comemorando ? Na verdade, na data de 25 de Dezembro, ou mais exatamente no 21-22 de Dezembro ocorre um fenômeno muito importante chamado Solstício de Capricórnio. É o dia em que o Sol entra no signo de capricórnio. Enquanto escrevo esse texto, o Sol já está no primeiro grau mais ou menos.

Por que comemoramos essa data como o nascimento de Cristo ? Bem, as teorias que ouvi falar sao de que o antigo cristianismo achou estratégico pegar as datas pagas, que comemoravam os antigos deuses, e usar para celebrar o seu próprio, e assim arregimentar mais fiéis ou desmoralizar os antigos crentes.

Essas datas sao muito importantes em quase toda cultura. Os chineses usam esse solstício para (aproximadamente) marcar o signo de rato. Para os celtas a data era chamada de Yule, e marcava o nascimento do deus Sol. Os indios colombianos chicsas já marcavam com estátuas em formato de pênis os equinócios e solstícios como há tres mil anos atrás. Esse e mais detalhes coloquei no artigo de Astrologia e Trigonometria.

No hemisfério norte, é o dia mais curto do ano, para o hemisfério sul é o dia mais longo, isso porque o Sol está com sua máxima declinaçao para o Sul. Em astrologia os dois solstícios e os dois equinócios eram importantes, mas tradicionalmente o equinócio de Ariés era o mais importante de todos. Somente se fazia a carta dos outros três ingressos dependendo do signo ascendente do ingresso em áries.

Ascendente em signo fixo – se usa apenas a carta do ingresso em áries

Ascendente em signo dual – se usam as cartas do ingresso em áries e Libra

Ascendente em signo cardinal – se usam as quatro cartas, dos equinócios (áries e libra) e dos solstícios (câncer e capricórnio).

Por exemplo, no nosso caso brasileiro para o ano de 2006, a carta do ingresso de Março de 2006 dá um ascendente em signo fixo, Leao. Entao apenas uma carta é necessária. Esse é o mesmo caso dos States, entao nossos amigos gringos nao precisam ver o ingresso de capricórnio para ver os próximos meses. Mas descobri um país que sim, viva, e esse país é Cuba, que vem justamente passando por uma transiçao gigantesca, agora que Fidel passa a tocha para seu irmao !

Assim, logo que terminar outros posts que prometi, vou tentar delinear uma carta mundana para Cuba e o ingresso em Capricórnio !

Happy Yule para todos os Celtas que lêem esse blog !

Datas das festas célticas/wicca

Imbolc: 2 de Fevereiro
Ostara: 21 de Março aprox. – equinócio Áries
Beltane: 1 de Maio
Litha: 21 de Junho aprox. – solstício Cancer
Lammas: 1 de Agosto
Mabon: 23 de Setembro aprox.- equinócio Libra
Samhaim: 31 de Octubro – Dia das bruxas, Finados     Yule: 21 de Diciembro aprox. – Solstício Capricórnio

Essa é uma pergunta que frequentemente aparece nos fórums de astrologia, junto em geral com perguntas sobre o “13o signo”, etc. A premissa é a seguinte, o zodiaco foi inventado por povos do hemisfério norte, e o zodíaco tem correlaçao com as estaçoes do hemisfério norte. Como as estaçoes no hemisfério norte sao invertidas com as do Sul, deveríamos portanto também inverter a ordem dos signos aqui no Sul. Assim, quem nasceu em Gêmeos seria na verdade um sagitáriano, etc.

Há dois problemas que eu vejo como sendo a origem dessas teorias que estao sempre surgindo:

1 – a astrologia, como em quase todo campo hoje em dia, está sujeito à uma busca de modismo muito grande. Qualquer um com qualquer teoria é levado à sério antes de se pensar sequer se o que ele fala realmente é uma novidade, quanto mais se é verdadeiro. As pessoas valorizam apenas a novidade, como se tivesse algo errado com o antigo e tivessemos que procurar algo melhor, nao importa o que, nem a que custo, o vaso sempre tem que ser consertado.

2 – as pessoas tem um conhecimento que valoriza muito o superficial, o empírico, e o discursivo. Conheço um MONTE de gente que faz discursos gigantescos, mostrando seus conhecimentos fantásticos sobre um tema (pode ser astrologia, administraçao, educaçao, etc.) mas é incapaz de FAZER algo que demonstre todo esse conhecimento. Nesse ponto temos que ser pragmáticos (de que adianta citar ptolomeu e nao saber interpretar um mapa ?) sem cair no entanto no empirismo. O empirismo sempre é superficial: as amostras sempre sao pequenas demasiado, os experimentos sempre sao falhos e a subjetividade está presente em tudo, por isso a pior prova de todas é a famosa “na minha experiência funciona”. Ora, se uma coisa funciona deveria ser na experiência de mais de uma pessoa ! Para sair desse superficialismo é muito importante perceber quais sao as fundamentaçoes da astrologia, e que tipo de mudança conceitual podemos fazer nela.

Vamos ver como isso se aplica ao problema da inversao dos signos do zodiaco. O primeiro problema em qualquer argumentaçao é saber se ela fala de “dentro do discurso” ou “de fora”. Se eu falo de “dentro” do discurso da astrologia, eu estou aceitando uma série de premissas, por exemplo, que a astrologia existe, pode fazer uma série de previsoes, etc, sao coisas tomadas como certezas que nao exigem comprovaçao. Se eu falo de “fora”, todas essas premissas para mim sao falsas ou tem que ser provadas com argumentos.

Pensemos por um momento e note que esse argumento da inversao dos signos nao é compatível com a premissa de que a astrologia funciona: a astrologia existe há milhares de anos, e há séculos praticada por aqui e ninguém no hemisfério sul percebeu essa inversao ! Veja a incompetência ! Claro, sempre pode haver discordâncias entre especialistas, escolas de interpretaçao, etc, mas caso os signos fossem invertidos, todos os astrólogos do hemisfério sul estariam fazendo previsoes falsas. Ou seja, o argumento da inversao dos signos na verdade é um argumento CONTRA a astrologia, um sofisma que tenta convencer pela ridicularizaçao. Oras, o fato é que temos astrólogos defendendo uma teoria que é frequentemente usada para ridicularizar a astrologia !

Tenho certeza que há muita gente bem intencionada que investiga isso seriamente, mas o problema é que a hipótese principal é contrária a premissa que suporta o paradigma. E o pior é quando perguntamos isso temos a resposta “na minha experiência funciona”, o que pode ser interpretado como “todos vocês sao estúpidos, menos eu”.

Como segundo ponto, temos que investigar as bases das teorias que criaram o zodíaco. Nao há dúvida que parte das associaçoes dos signos sao referentes às estaçoes do ano no hemisfério todo. Mas essas nao sao as únicas associaçoes que construíram o zodíaco. Por exemplo, a estaçao da primavera foi atribuída o elemento ar “quente e úmido”, mas é absurdo você realmente achar que isso é porque o clima durante esse período tem exatamente essa característica… muitas das atribuiçoes sao segundo ordens arbitrárias. Por exemplo, ao início da primaverda (áries) foi atribuído o elemento fogo (quente e seco), já no seguinte mês o elemento é terra (frio e seco). Quero ver alguém demonstrar que o mês a partir de 22 de abril fica subitamente frio…

O mesmo acontece no Feng Shui. Bastou um australiano metido a gênio escrever um livro defendendo a inversao do bá-gua para o hemisfério sul, e toda uma moda se criou, esquecendo-se que o feng shui nao é baseado apenas nas estaçoes, mas também no campo magnético da terra.

No caso específico da astrologia, existe algo chamado declinaçao. A declinaçao é a altura aparente do sol em relaçao ao horizonte. No dia de hoje (22 de dezembro) o sol está entrando no signo de capricórnio, e quem estiver exatamente sobre o Trópico de Capricórnio verá o sol a pico, bem em cima de sua cabeça. E, como você pode ver no mapa abaixo, o trópico de capricórnio está ao sul.

worldmap.jpg

Você pode falar “mas entao é só mudar o nome do trópico”, mas esse nao é o problema real. O que quero mostrar é que capricórnio está essencialmente conectado com a direçao sul. Na astrologia horária, por exemplo, o significador de um objeto perdido que esteja em capricórnio orienta o astrólogo para a direçao sul…

E, um último problema para os pobres que, como eu, estao quase que exatemente NO equador ? Qual dos dois zodíacos utilizamos ? Pois uma pessoa exatamente no equador poderia entao trocar de zodíaco com um único passo…

Tagged with:

Se você é como eu, desocupado, deve gostar de sempre ver algo na internet. Obviamente isso nao é sempre possível, mas é chato visitar nossos dois ou três sites de sempre, e nunca ter uma matéria nova…

Esses dias nao pude fazer muita coisa, apesar de várias idéias passarem pela cabeça, porque tive que fazer um exame médico, e quem escreve blog quando está fazendo uma dieta liquida de 30 horas ?

Mas pra nao acharem que eu desisti de escrever sobre esse tema tao querido, astrologia e epistemologia(s), resolvi fazer um “cronograma” de lançamentos… Óbvio que pode haver problemas nos dias, ou a ordem pode alterar, mas nada disso afeta o resultado. Mas, como dia 5 de janeiro saio de férias, deixarei aqui algumas coisas pré fabricadas.

Deveríamos alterar a ordem dos signos no hemisferio sul ?

007 e a astrologia

O casamento de Suzana Vieira e eletivas

Como determinar o temperamento pelo mapa astral.

As pesquisas de Gauquelin

Astrologia, Tarot, I ching e Feng Shui.

Andre Barbault e a astrologia munda

Por enquanto é só, mas quem quiser sugerir algum tema é só colocar um comentário.

Bem, já percorremos a listinha pela metade. Relembrando, eu peguei uma lista de 10 argumentos contra a astrologia, da revista Superinteressante, de muuuito tempo atrás. Na primeira parte discutimos esses argumentos, nao do ponto de vista da astrologia, o que seria a famosa briga de “surdo e mudo” onde ninguem ouve o outro e ninguem tem razao. Ao invés disso, a intençao é discutir os problemas do ponto de vista lógico-argumentativo. Por exemplo o grande problema argumentativo dos primeiros 5 argumentos é uma falácia de nao saber do que se está falando, nao dominar o campo do inimigo, mas usar o que você ACHA que é astrologia como argumento. É um problema de arrogância: “isso é tao vulgar que nao preciso entender para discutir”.  Mas o pior problema é usar esses argumentos como se eles fossem do “inimigo”.

Isso nao é nem de longe um fator inédito na argumentaçao social ou científica. Dizer por exemplo que os anarquistas defendem “a baderna social” é preconceito de quem nunca estudou o anarquismo. Dizer que o marxismo defende o controle total do Estado é coisa de quem leu a orelha do livro de uma outra pessoa que talvez tenha lido Marx. O mesmo vale para quem diz que “Freud só fala sobre sexo, interpreta tudo nos sonhos em funçao do sexo” , nao apenas nao leu como está colocando palavras na boca do pobre Freud. Retomando, o problema retórico é muito antigo.

Se eu sou o político Fulano, a melhor maneira de querer destruir os argumentos  de Sicrano, é nunca discutir-los !  É muito mais fácil atacar a figura de Sicrano (é idiota, é nazista, analfabeto, direitista, esquerdista, etc.) ou ainda inventar argumentos para ele (todos sabemos que a defesa de Sicrano de “mais escola e menos cadeias” é uma maneira dele sucatear as prisoes). Assim quase todos os argumentos eram ficticios, nao existem na astrologia, e tinham apenas a intençao de ridicularizar a posiçao do outro. Veremos que essas táticas continuam.

Argumento 6 -Os signos nao estao onde os astrólogos dizem que estao. Na verdade, onde os astrólogos dizem que está o signo de câncer, por exemplo, está o signo de gêmeos.

Para os iniciantes de astrologia essa argumentaçao pode parecer muito poderosa, mas na verdade nao é. Esse fenômeno vem da diferença entre signo e constelaçao. Um signo nao é uma constelaçao, é uma divisao arbitrária do céu em 12 partes ou signos. As constelaçoes sao padroes de estrelas no céu que os homens, numa certa cultura, viam como uma certa imagem.  O problema aqui é de assumir como óbvio um conhecimento de outra área que o debatedor realmente nao conhece. Novamente “nao sei do que estou falando e nem preciso”.

As constelaçoes e os signos nunca tiveram uma correlaçao de 100%, mas já foram mais próximos um do outro. Esse afastamento muito lento um do outro é chamado de “Precessao dos equinócios”, o que causa as chamadas “eras”. Se você já ouviu falar de “era de Aquário”, agora sabe que esse é um fenômeno da precessao.

Note no entanto que os autores tentam mostrar “oh, como os astrólogos sao estúpidos, sequer sabem um fenômeno tao bobo quanto a precessao”. Nao digo que o nível da maioria que se diz astróloga seja muito bom, mas esse fenômeno é conhecido a mais de 2000 anos, e desde o tetrabiblos de Ptolomeu já se tinha a soluçao desse problema.

E além do mais, se esse é o único problema, a da diferença entre signo e constelaçao, a astrologia védica usa um sistema sideral, mais conectado com as constelaçoes ! Problema resolvido ! Na verdade o argumento nao chega ao coraçao do problema, mas tenta usar algo “vibrante” para parecer que está atacando as bases da astrologia, quando na verdade está discutindo um mero problema técnico.

Argumento 7 -Se o Ascendente é tao importante, como se faz o horóscopo de lugares de latitudes muito altas, onde mais de uma constelaçao da ecliptica está visível ao mesmo tempo ?

Eu me lembro vagamente desse argumento dizer que, em alguma latitude “todos os signos aparecem ao mesmo tempo no céu”, entao prefiro nao discutir o que nao tenho certeza. Mas o problema principal é que o ascendente pode sim, que eu saiba, ser calculado em qualquer latitude. O que pára de funcionar sao os sistemas de criaçao das casas, que colapsa. Seria essa uma prova de que a astrologia nao funciona ?

Se for, entao aqui há uma falta de honestidade científica. Na física existe uma coisa chamada “singularidade” que é o ponto onde as leis físicas deixam de funcionar. Toda disciplina tem seus postulados em condiçoes normais de temperatura e pressao, que nao se espera que funcionem em situaçoes extremas. Porque a astrologia nao pode ter sua zona de “daqui em diante nao sabemos o que acontece”?

Argumento 8 – Se a astrologia é um conhecimento “sério”, como é que existem tantas linhas incompatíveis ? Depois de tantos séculos era de se esperar que houvesse uma confluência.

Aqui temos um sofisma que mostra um grau de ignorância muito grande dos autores, que têm como missao auto-designada de “proteger a ciência”, da própria história do desenvolvimento científico. Nas ciências humanas nao existe uma única onde haja esse processo de confluência. Na psicologia temos diversas escolas, como a freudiana, lacaniana, condutistas, cognitivistas, etc, cada um dentro do seu paradigma. A divisao é mais violenta ainda na Economia, entre micro e macro economistas e ainda mais entre os economistas liberais ou neo-liberais (ampla maioria) e os marxistas e neo-marxistas.

Mas antes que alguem comece a levantar odes de louvor à Física, devemos lembrar de todas as lutas de poder, os roubos de autoria, as falsificaçoes, e todas as vezes que uma idéia original foi rechaçada pela linha principal para ser retomada somente depois de décadas ou séculos. Os autores fariam muito bem em estudar o velho tio Kuhn antes de fazerem afirmaçoes sobre a natureza da Ciência que realmente nao sao verdadeiras.

Isso sem falar que o critério de confluência é muito fraco para determinar a validez de uma prática científica ! Como todo mundo sabe “toda maioria é burra”, ou pelo menos “a verdade nao se descobre por maioria de votos” !

Argumento 9 – Sabe-se que as pessoas concordam com absolutamente tudo que falam sobre elas. Um grupo muito grande de pessoas se identificou, quando pesquisada, com a descricao que foi feita para o mapa de um serial killer.

Esse argumento, apesar de velho, continua sendo requentado como pode ser visto aqui nesse vídeo. Para quem nao sabe ingles, o que o velhinho está fazendo é distribuir uma “análise de personalidade” feita por um astrólogo, e pedindo pras pessoas pontuarem o quanto concordam com o perfil astrológico. No final ele mostra que todas as análises sao iguais, mas as pessoas acharam que era feita “pra elas” mostrando que a astrologia só funciona por crença. 

Para quem sabe inglês, no you tube esse vídeo tem alguns comentários das pessoas que viram. Note um dos problemas da ciência atual… um bando de iniciantes discutindo, com ar de profunda autoridade, a formalidade metodológica de um experimento totalmente falso….

Novamente, uma visao mais epistemológica vai nos desconcentrar tanto da ideologia quanto da metodologia, levando nosso olhar para o reino da argumentaçao. Vamos definir a priori os seguintes métodos de “avaliaçao da personalidade”.

Auto-Avaliaçao por percepçao da própria personalidade. Eu pergunto pra você “como você é ?”

Auto-Avaliaçao por meio de teste de personalidade. A pessoa responde uma série de perguntas do estilo “como você faz tal coisa” e compara com a média das respostas.

Hetero-Avaliaçao. Pergunto pra sua namorada como você é.

Avaliaçao Física. Tentativa de descobrir a personalidade por métodos físicos, além da cogniçao de indivíduos. Por exemplo a frenologia, nosso amigo Lombroso e o “formato de cabeça de criminosos”, a grafologia, análises de galvanometria, etc.

Avaliaçao “Transcedental”. Métodos que nao tem sua justificativa em relaçoes físicas. Por exemplo a astrologia, o tarot, telepatia, etc.

Agora, vejamos a argumentaçao: você concordou que esse perfil feito para você, por um astrólogo, descrevia exatamente sua pessoa. Esse perfil era massivo e falso, e todas as pessoas concordam com ele em algum grau. Portanto a astrologia nao funciona.

Espero que a fragilidade de tal argumento tolo esteja ficando à mostra ! Será que o bom velhinho teria substituido a palavra “astrologia” por “aqui temos o resultado do teste psicológico que vocês fizeram” e, baseado no fato de todos, ao pensarem que o teste foi feito pra elas, concordarem com os resultados, será que teria coragem de dizer “viu ? portanto o teste psicológico nao funciona !”

Qualquer aluno de primeiro semestre de metodologia deveria ver que o experimento é falso e sua pergunta-problema na verdade é “será que as pessoas concordam com avaliaçoes de personalidade, quando se diz que elas foram feitas especialmente para elas ?” O experimento nao tem potencial nenhum de dizer sobre a validade do método de avaliaçao da personalidade empregado (seja um teste, seja a frenologia) a partir desse desenho experimental.

Moral da história para quem leu até aqui… O mundo está cheio de ignorância, e na Era da Internet, qualquer idiota que nunca leu um livro na vida repentinamente quer o status de consultor ou de autoridade. Essas pessoas se consideram o último bastiao da Ciência contra a ignorância, mas aparentemente ignoram os procedimentos mais simples da prática científica honesta ! Ignoram procedimentos metodológicos e epistemológicos corretos, preferindo usar apenas sofismas e pequenos truques de salao !

Que deus nos proteja de nossos protetores !

estádio cottage de futebol

As previsoes esportivas, principalmente futebol, podem ser muito dificeis. Afinal de contas, uma série de jogos acontece todos os dias, e muitos jogos acontecem no mesmo momento, sem que tenham o mesmo resultado.

Isso está de acordo com um antigo principio da eletiva, que diz o seguinte: muitos barcos saem ao mesmo tempo do porto, uns encontrarao fortuna, e outros a destruiçao. Uma carta natal é sempre essencial para ver como os trânsitos do momento influenciarao em cada ser.

No entanto, a prática mais usual está em nao utilizar muito as cartas natais e sim interpretar as cartas de evento por si só, esse é o método que, tanto quanto eu saiba, quase todo mundo usa, tradicionais ou nao. Esse modelo é muito baseado em regras de batalhas, com uma peculiaridade: é muito mais difícil saber o lado que ataca, pois esse fica com o Ascendente ! Entao, com esse método, é fácil saber qual lado ganhou, o lado atacante (ascendente) ou defensor (descendente) o difícil é saber qual é o time de quem !

Essa dúvida nao existe numa horária: nesse caso o ascendente é sempre o “meu” time. Essa técnica é usada em eletivas para disputas jurídicas, o Ascendente fica para quem iniciou o processo. Mas no caso de futebol é mais ambiguo, afinal ninguem “começa” a atacar, ambos sao atacantes. Quando um dos times está em “sua casa”, poderiamos atribuir pra ele a posicao de defesa, mas isso nem sempre parece dar certo. Os seguidores de Frawley utilizam muito os sites de apostas para dar o “favorito” para o ASC. Isso para mim está longe de ser convincente, pois nao creio que a realidade astrológica depende da “maioria dos votos”. Outra maneira que também nao me convence é atribuir ao ascendente a quem dá o primeiro chute. Esse método tem a vantagem de seguir a “regra do atacante”, mas se pensamos bem é um pouco artificial demais, é faz com que só possamos prever depois dos primeiros minutos de partida !

Bernadette Brady, é uma astrólogo australiana altamente workaholic, utiliza modelos lineares matemáticos para prever jogos de futebol australiano, apesar de seu modelo mais famoso ser de cricket, utilizando o método de castle besiegement (cerco a castelo) de Bonatti. Esse modelo conta com pontuaçoes para diversos fatores. Por exemplo, se ASC é em cancer, o Sr do ASC é a lua e o Sr do descendente é Saturno, e o time do descendente ganha um ponto, pois os planetas superiores ganham dos inferiores. Infelizmente Bernadette nao deixa claro seu método de atribuir o time para qual lado.

John Frawley usa esse modelo de guerra, com algumas peculiaridades. Para o time atacante, ASC, a 2a, 5a, 10a casas; para o outro time é importante ver o DSC, a 8a, 11 e 4a casas. Procure por benéficos ou maléficos nessas casas, mas sempre em angulos muuuuito proximos, como 1 ou 2 graus.

Alguns dos conselhos de Frawley parecem funcionar, outros nao, talvez por minha culpa, talvez por insufiencia do método.

E quem é o ascendente ?

Vendo muitas discussoes sobre o método, vejo que a dificuldade já começa nesse ponto… quem é o ascendente ? Pois fazer previsoes astrológicas já é complicado o suficiente, sem que estejamos em dúvida sobre quem representa o que !

Tenho tentado vários métodos, e tenho uma intuiçao sobre como resolver o problema da atribuiçao, usando cartas natais de times. Se o signo que está no ASC, casa 5 ou 10 da carta natal do time (Nessa ordem), estiver na eletiva, entao esse é o time que pegará esse “lado”.

Espero que nao esteja tudo muito confuso. Para exemplificar, nessa segunda temos um jogo na Inglaterra, Fulham vs Middlesbrough, em Londres, no estádio de Fulham. O mapa para o horário previsto de inicio está aí. Se houver um atraso de 3 minutos o MC já mudará de Aries para Touro.

jogo-fulham-e-middlesbrough.JPGQuem entao é o ASC em Leao, marcado em bege ? Como o estádio é de Fulham, se pegarmos o critério 1) Defesa, Fulham pega o DSC e Middlebrough pega Leao.

O critério 2) popularidade está dando vantagem para Middlesbrough segundo site de apostas Globet. E o critério 3) Faz com que seja impossível saber quem vai fazer o que antes que vejamos a bola sendo lançada.

Mesmo assim, vemos que os dois inimigos sao o Sol e Saturno. Saturno é mais pesado que o Sol, assim leva vantagem. Os dois planetas estao em sua triplicidade. Mas Saturno está em exílio e retrógrado, grandes desvantagens. Saturno está angular e o Sol sucedente numa casa boa, nao há grande diferença. Os dois estao num trigono que se separa. Eu pessoalmente nao vejo grandes indicaçoes para nenhum dos dois planetas ganhar, nao importando qual representa cada time !

A carta de times de futebol nao costuma ser 100% segura, e quase nunca tem um horário definido. Peguei um horário que nao tenho ainda certeza, mas me parece adequado para Fulham. Nao consegui informaçao nenhuma sobre Middlesbrough. Na carta que obtive Fulham teria um ASC em escorpiao com marte e o MC em Leao.

O ASC em 16 Leao é quase igual ao MC da carta natal. A Lua no momento da partida estará conjunta o Sol natal de Fulham. Note também na carta que coloquei acima, que a Lua está transferindo luz de Júpiter para Marte, e marte é regente do ASC natal de Fulham.

100px-fulham_crest.JPG

Símbolo do Fulham F.C

Assim me parece que Fulham será ganhador.

Se você está lendo isso antes do jogo, eu nao sairia apostando, essas coisas demoram muito tempo antes de calibrar 😉

Tagged with: ,
%d bloggers like this: